26 maio 2006

Boas férias... p'ra mim!!!

Como não devo aparecer por cá no fim-de-semana (muito que fazer, arrumar e organizar antes de férias!), venho aqui dizer um "Até logo!", daqui a uns dias estou de volta. O hotel deve ter net, sou capaz de vir dar uma espreitadela, entre um mergulho na piscina e outro no mar turquesa das Caraíbas! Isto é só para "picar", lógico que não vou estar sempre de molho, não! Também vou estar esticada na areia, na espreguiçadeira da piscina, na banheira de hidromassagem do quarto, eheheh.
(É claro que isto sou eu a sonhar porque com a Camila, não vai ser fácil ter sossego para tudo isto, mas vou tentar aproveitar ao máximo.)
Xau, xau!

25 maio 2006

Começa cedo...

Eu - “Camila, anda ajudar-me a arrumar o escritório, está cheio de papéis e brinquedos teus pelo chão!”
Ela - “Não poxo!”
Eu – “Não podes porquê?!”
Ela – “Puque tenho tabálhos da escola pa fazer!”
Eu – “!!!”

(Eu também cheguei a usar esta desculpa, mas só quando cheguei ao ciclo preparatório, talvez. Estou bem servida com esta cachopa!)

24 maio 2006

Os bisas

Os bisas que a Camila tem o privilégio de conhecer são os meus avós maternos. Chama-lhes a “bisa” e o “vô Zé”. Têm sido uma grande ajuda para mim e penso que a bisneta também os ajudou, pelo menos rejuvenesceu-os. Embora sejam ainda bastante activos, têm a sua horta e os seus animais domésticos, parece-me que se sentem mais úteis desde que ela tem 4 meses e passaram a ter a responsabilidade de ficar com ela algumas horitas de manhã, enquanto a minha mãe não chegava do emprego e quando o meu marido estava a trabalhar. Quando começou a Camila começou a escola, esta rotina quebrou-se um pouco, mas o efeito foi positivo. Agora ela aprecia ainda mais o tempo que passa com eles, inventa mais brincadeiras em que os envolve e eles não se chateiam nada com isso, riem muito e só lhes faz bem. Pede mais vezes para ir a casa deles (moramos a 20 metros uns dos outros) e nunca lhe é recusado, quero que ela aproveite ao máximo que puder a sorte de ainda ter a companhia dos seus bisas e que essa sorte dure muito, muito tempo.

Adorou a "tópa"!

Só a vi às 10 da noite. Os olhitos dela brilhavam de entusiasmo, enquanto tentava contar-me tudo o que vira à mesma velocidade a que as imagens passavam na sua cabeça:
- mostrou-me a senha de almoço e disse: “é um biiête para papar, papei arroz com chicha”;
- “os tópas iam a machar, a coêr, e faziam música com os pés”;
- “tinham uns cães, tamém iam a machar”;
- “vinham uns tópas a voar do céu, a fazer fumo dos pés”

Hoje, ainda:
- “olha vês, foi aqueles tópas que eu vi ontem, foi, foi” (ao ver, na televisão, os militares nas imagens sobre a situação em Timor)
- “ontem, na tópa, o avô comeu a maçã com a casca, tu não gostas de maçã com a casca?” (enquanto eu descascava uma pêra)

Portanto, estão a ver que temos assunto para uns tempos :)

23 maio 2006

Conversa da manhã

Ela-“Vou vestir a minha ti-xéte da tópa?”
Eu-“Sim, vestes.”
Ela- “O avô foi à tópa cando eu era pecanita?”
Eu- “Quando o avô foi à tropa, tu ainda não tinhas nascido.”
Ela- “E tu, já tavas nascida?”
Eu- “Não, eu também ainda não tinha nascido, o avô era muito novo.”
Ela-“Como chama-se a tópa dele?”
Eu- “Como se chama o quê, o sítio?”
Ela- “Sim.”
Eu- “Tancos, o avô andou na tropa em Tancos.”
Ela- “E é de que côr?”
Eu-“???”
Ela-“A minha tópa é cô laranja e eu fui à tópa cando tu eras pecanita e tava lá a avó a vê-me, etc, etc (mais conversa sem nexo)....”

Hoje a Camila foi com os avós a Tancos celebrar o Dia da Unidade dos Pára-quedistas, o meu pai foi pára-quedista e gosta destes encontros. Levou vestida uma T-shirt com o emblema dos Páras, que o avô lhe trouxe de um outro encontro no ano passado. Pela conversa, dá para ver que ela não faz ideia do que é a tropa, é capaz de vir mais esclarecida logo à noite :).

22 maio 2006

Daqui a uma semana,...

... por esta hora, estaremos os 3 a sobrevoar o Atlântico ao encontro do nosso destino de férias, Punta Cana. Neste momento só penso em como vou entreter uma piolha de 3 anos durante dois vôos de 7 ou 8 horas! Aceitam-se sugestões, pleeease! :D
(e não vale sugerir nada relacionado com calmantes, porque foi das primeiras coisas que me lembrei mas que a consciência de mãe forçou a rejeitar, lolol)

19 maio 2006

Palavras dela

No Top das palavras que ela diz e que eu adoro ouvir, estão estas:

Pilirampes (pirilampos)
Fidiístico (frigorífico)
Zosisante (desodorizante)
Zinásio (ginásio)
Citelete (bicicleta)
Caçapete (capacete)

“Esta não sabe o que quer!”

É o que vão pensar sobre mim quando lerem este post :). Depois de me “queixar” da muita energia da Camila, venho “queixar-me” de ter passado um serão bem calminho, calmo demais. Ontem quis ficar a jantar em casa dos avós e só chegou a casa quase à hora de deitar. Foi lavar, vestir o pijama, contar história e cama, não houve tempo para mais. Nada de correrias, cantigas em muito alta voz, brincadeiras... Foi bom ter umas horinhas de sossego, em que até consegui ouvir os meus pensamentos no meio do silêncio. Mas foi melhor ainda quando ela chegou e nos apertámos num grande abraço, com muitos beijos repenicados e muitos mimos à mistura. Sou mesmo viciada na minha filhota, nada a fazer :D.

18 maio 2006

Preciso...

... de um carregador de pilhas igual ao da escola da Camila para mim :). É que, quando ela vai de manhã e de tarde, vem com uma pedalada, uma energia tal, que eu não consigo acompanhá-la, especialmente se for dia de eu ir ao ginásio e estiver com o corpo em papas. Ela corre pela casa toda (corre, não anda), ela berra a plenos pulmões (berra, não canta), ela manda-me brincar com ela (manda, não pede), mas, evidentemente, eu não consigo atender a todas as solicitações dela, não dá. Hei-de experimentar levar Red Bull para o ginásio, em vez de água ;) ...

17 maio 2006

Passeios

Ainda nem há um mês anda na escolinha e já apareceram lá em casa dois papéis a informar sobre visitas que a escola vai realizar. Eu fico doida só de imaginar um dia inteiro sem saber nada dela, mas o que me apavora mesmo é a viagem. Ainda não perguntei à educadora como são as condições do autocarro mas duvido um pouco que tenha cadeiras apropriadas para o transporte de crianças, não sei em que grau é que a nova legislação sobre isso tem vindo a ser aplicada. E logo aí a visita estará, em princípio, chumbada. É que nessas coisas não cedo, nem que seja uma viagem de 100 metros, ela tem que ir na cadeira dela, bem “amarrada”. Mesmo estando instalada na cadeira, tudo pode acontecer, mas, pelo menos, fico consciente que fiz o possível para evitá-lo.
Este é o factor mais importante que me leva a ficar reticente em relação aos passeios da escola. Mas também acho que ela ainda é pequenina para grandes voltas sem os pais, satura-se mais depressa que os mais velhos, as acompanhantes só têm um par de olhos e um par de braços, o que não chega bem para todos e, PRONTO, CONFESSO, SOU MÃE-GALINHA!

Adenda: Se calhar, dei a impressão que sou daquelas mães que andam sempre atrás dos filhos a dizer "olha lá que vais cair!", que não os deixam dar um "ai!" sem correr logo a ver o que se passa. Apesar de muitas vezes ter vontade de o fazer, contrario-me bastante e tento que ela experimente tudo por ela, vigiando ao longe. Sendo da área das ciências, sei que se aprende mais experimentando. Mas esta coisa das viagens de carro mexe mesmo com o meu sistema e é daquelas em que eu não consigo evitar de ser galinha. E acho que na idade dela, a Camila ainda não vai ligar se os outros vão ao passeio e ela não, vai-lhe passar ao lado. Daqui a um anito talvez a conversa já não seja a mesma, mas depois logo se vê.

16 maio 2006

Sabem o que a Camila descobriu a brilhar no nosso jardim nestas noites amenas?

Pilirampes”!!!

:)))

Umas perguntas...

... a quem perceba algo disto dos blogs, porque eu não pesco nada e estou curiosa. A utilização do Blogger é eternamente gratuita ou tem um limite de tamanho do blog (número de posts) ou chega-se um dia destes e o sr.Blogger diz-me “se queres continuar com isto, tens que desembolsar uns euros”? Agradeço desde já a gentileza de quem me prestar algum esclarecimento que satisfaça esta minha curiosidade :).
Voltou a vomitar, na madrugada de ontem, mas foi mais suave, nada como das vezes mais chatas. Só vomitou duas vezes, um líquido amarelo, nada de comida mal digerida, e acalmou logo. Para ajudar, o pai passou a noite a tossir, portanto ontem andei como um zombie. Hoje estou melhor, ela dormiu a noite inteirinha como normalmente faz e o pai trabalhou de noite (tadito do meu fofo!), foi descanso total :).

15 maio 2006

Ontem...

…terminou-se o segundo bibe para a escolinha! Que tal?


Posted by Picasa

Venham as férias...

… que o guarda-roupa da Camila está quase completo! As duas últimas aquisições foram estas belas peças:

Este foi oferecido pela J, namorada do padrinho

E este foi comprado por mim, não resisti :).

 Posted by Picasa

12 maio 2006

Hoje...

... estou um pouco triste. Alguém de quem eu gosto muito e que esperava uma flor que viria alegrar a sua vida, cheia de desencontros, de poucos afectos e de caminhos por vezes tortuosos, acabou por ver desaparecer essa flor ontem. E a distância que nos separa não me permite dar-lhe aquele abraço apertado que eu tanto lhe queria dar :(!

11 maio 2006

O que eu gosto...

Gosto tanto quando bato à porta, à hora do almoço, ouvi-la dizer: “É a mamã!”. E, depois de aberta a porta, ela saltar para o meu colo como se já não me visse há uns dias, tendo estado separadas apenas algumas horas, e dar-mos uma grande dose de miminhos e beijinhos uma à outra, hum, é tão bom!

(acho que é por isso que estou constipada, ela ficou primeiro e passou-me os bicharocos, mas eu não consigo descolar-me daquelas bochechas :))

Mais um desafio

Este veio da Pinxezinha:

5 pratos preferidos da Camila:
- massa, seja com o que for
- peixe grelhado ou cozido com batata cozida
- canja de galinha
- salada de fruta
- chocolate kinder

5 pratos que a Camila não gosta:
- legumes cozidos
- pratos que tenham molhos com natas
- camarão e polvo (diz que não gosta mas nunca provou, é mais mania!)
- acho que não é mais nada, no geral ela come de quase tudo

10 maio 2006

Mãe com (alguma) competência

Foi como me senti hoje, ao levar a Camila à escolinha e perguntei à educadora como é que ela se estava a adaptar, se interagia com os outros, etc. Ela respondeu-me que, ao nível de interacção, brinca com um ou outro mas também brinca muito sozinha, não consegue ainda ficar sentada a ouvir uma história até ao fim, mas que tudo isto é normalíssimo para a idade dela. Disse-me depois a Camila a surpreende todos os dias com a sua autonomia, é mais desenrascada do que alguns de 4 ou 5 anos, desde o ir à casa de banho, a comer o lanche, a assoar o nariz. Fiquei contente porque sempre a incentivei a ser independente, nunca deixando de lhe dar muito, muito mimo, porque ela também precisa dele para se sentir segura e dar todos os passinhos em frente pelo seu próprio pé. Parece que está a resultar :).

Aiii...

... que eu esdou dão consdipada, dão ranhosa e endupida!!!

09 maio 2006

Que fúria!

Há certas coisas que me fazem ferver! Quase todas as semanas vejo, no caminho para o emprego, uma mulher sentada numa paragem de autocarro a amamentar o filho, que deve ter uns dois anitos. O quadro até seria bonito, o que me põe doida é que a dita está sempre a fumar o seu cigarrinho enquanto o filho mama, pode uma coisa destas?!

Progressos

A Camila já “desenhava” antes de ir para a escola, mas nada de concreto, gostava de fazer bolas às cores. Ontem fez este desenho no quadro mágico e tive que guardar para a posteridade, foi o primeiro desenho dela “à séria” que eu vi:

“uma nuve e um sol pequinito”

“e dipois um sol gande, é a mãe”

 Posted by Picasa

08 maio 2006

Ui!

Hoje, pela primeira vez, ela disse: “Mas eu não quero ir à escola!”. Há que referir que foi logo a seguir ao momento em que a acordei, estava ela a dormir tão bem, até estive tentada a deixá-la dormir e ela ir só de tarde à escolinha. Mas acho que esse não será um bom princípio, prefiro que ela falte umas tardes para pôr o sono em dia com uma sesta e que se habitue à rotina do acordar de manhã para ir à escola. Depois despertou completamente e já estava cheia de energia e vontade de ir brincar.

Ontem,...

… dia 7 de Maio, completámos 16 anos de namoro! Isto não contando com os nossos primeiros dois períodos de namorico, que começámos aos 13 anos, umas crianças. Há 16 anos, tinha eu 15 e ele 16, éramos muito, mas muito mais maduros ;)!
Nestes 16 anos, já se incluem 6 de casamento. Temos uma grande história, cheia de bons momentos e de outros menos bons, mas que foram sendo superados pela força da nossa ligação especial. Não sei se é para o resto da vida, espero e acredito que sim, porque estamos entranhados um no outro. A nossa filhota linda expressa tudo o que somos juntos. Agora e sempre, te amo muito.

Dia da Mãe

A prendinha da Camila feita na escola foi uma base em madeira para os tachos, decorada com umas “bolas” às cores feitas por ela, muito fofa! Ficou tão contente por me dar o embrulho e quis que a usasse logo ao almoço, toda orgulhosa. Como é que uma coisinha tão simples nos põe o coração a abarrotar de felicidade?!

A prenda que o pai comprou para a menina dar à mãe foi uma orquídea que eu já andava a desejar há uns tempos para aumentar a minha colecçãozita, adorei! Posted by Picasa

No sábado à noite...

… deslocámo-nos a Coimbra para o encontro anual dos meus colegas de curso, que normalmente se realiza no sábado da grande festa da Queima das Fitas. Nos primeiros anos depois de terminar o curso, o jantar era seguido da ida para o recinto da festa e borga até ser dia. Nos últimos anos, já alguns levam os filhos atrás, uns fora e outros dentro da barriga (havia 3 grávidas este ano!) e já não há grande vontade nem energia para a farra nocturna, estamos mesmo entradotes, eheheh! Enfim, há um tempo para cada coisa na nossa vida.
Levei uma prendinha simples, bordada por mim, para o bebé da minha amiga C., que está a pouco mais de metade da sua primeira gravidez. Anda impaciente para saber o sexo do seu bebé mas ainda não conseguiram ver nas eco’s, e assim o presente foi de amarelinho. Espero que tenhas gostado, miga!

Posted by Picasa

05 maio 2006

A todas as visitas...

... um óptimo fim-de-semana!

Há dias assim...

Há dias em que apetecia passar por eles a dormir, para não pensar em nada. Há dias em que os sonhos parecem que nunca mais se vão realizar, apenas os pesadelos são reais. Viver com dor e limitações, mesmo que sejam insignificantes para alguns, é duro. Porque a cada momento que qualquer limitação se manifesta, vem à memória todo sofrimento pelo qual se passou. E porque há o desejo que aconteça algo de muito bom para compensar e fazer esquecer esse sofrimento, e nada de especial acontece.
Vale-me o meu Sol e a minha Estrelinha para iluminar estes dias assim...

Continua o encantamento...

... pela escola! Sempre que vem para casa, pergunta se volta no dia seguinte. Na quarta, foi de manhã e de tarde e ficou toda feliz, mas muito eléctrica. Ontem não foi de tarde porque estava a precisar de uma sesta, deitou-se tarde no dia anterior devido ao jantar de anos do pai e já começavam a despontar umas birritas de sono aqui e ali. Hoje foi só de manhã porque a educadora faltou de tarde. Quando a vi, há hora do almoço, perguntei-lhe, como faço todos os dias, o que é que ela tinha feito na escola e ela, muito contente: “Fix uma coisa pa ti!” e a avó desatou a rir e a mandá-la calar porque é surpresa para domingo. Quem tem um menino, tem um chocalhinho, é mesmo assim. Mas ela não disse mais nada, vamos ver o que será no domingo.
As reacções dela fazem-me estar contente e aliviada e mais segura da decisão que tomei em pô-la já a frequentar a pré, vai fazer-lhe muito bem.

02 maio 2006

5 manias da Camila

O desafio veio daqui e daqui:

1- Não pode ver certas coisas fora do seu sítio, uma rolha fora da garrafa, um pé fora do chinelo, uma gaveta mal fechada, faz sempre o seu reparo e não descansa enquanto a situação não for reposta em termos. Já com os seus brinquedos, não é bem assim, ou melhor, para ela, o lugar certo dos brinquedos é espalhados pela casa.
2- As calças do pijama têm sempre que ser entaladas nas meias antes de dormir
3- Desde bebé que é difícil fazê-la provar qualquer coisa nova, seja doce ou salgado. Cerra os lábios de tal maneira que não entra nada, o que se torna irritante quando sei que é uma coisa que ela vai gostar e ela fica ali, feita mula teimosa. Em último recurso, lambuzo-a e ela, por reflexo, acaba por lamber-se e provar, mas é difícil! Quando come alguma coisa que gosta, “canta”, sem dar por ela, o seu “hum-hum-hum”, sinal que lhe está a saber mesmo bem.
4- Não pode ver os pais abraçados, vem logo meter-se no meio das pernas, a trepar por nós acima.
5- Agora só canta na sua língua inventada, entoa as melodias de todas as canções que conhece mas não canta as letras originais, está sempre a inventar. Não consigo fazê-la cantar bem, nem comigo a cantar a letra correcta e a tentar atrapalhá-la, ela mantém-se sempre na dela.

Não consigo escolher a quem passar isto, por isso desafio todas as mamãs que me visitem e que ainda não o fizeram (sou muito má a cumprir regulamentos, sorry!).

REGULAMENTO: Cada bloguista participante tem de enumerar cinco manias de seu(s) filho(s), hábitos muito pessoais que o diferencie do comum dos mortais. E, além de dar o conhecimento dessas particularidades, tem de escolher outros cinco bloguistas para entrarem igualmente no jogo, não se esquecendo de deixar nos respectivos Blogs o aviso do recrutamento. Ademais, cada participante deve reproduzir este regulamento no seu blog.

Prova ultrapassada (para já)

A 1ª manhã da Camila na pré parece que correu bem. A avó foi buscá-la ao meio-dia, eu cheguei a casa à uma e ela estava alegre e bem disposta. Pelo que a auxiliar disse, passou a manhã a reclamar que queria tirar o bibe, falta de hábito :). Mas andou a brincar na casinha das bonecas, com os jogos, na rua... Disse à avó que desarrumou os brinquedos todos, “dipois são os outos meninos que arrumam!”, chica-esperta! Hoje foi só de manhã para não ser uma mudança tão radical, amanhã vai de manhã e de tarde.
Tenho ouvido uns comentários (poucos, felizmente!) que ainda é cedo para ela começar, não lhe basta já o tempo que tem que andar na escola obrigada, etc., etc. Eu acho que só lhe vai fazer bem conviver com outras crianças, porque ela em casa é sozinha, assim como em casa da avó. E vai desenvolver outras faculdades ainda não muito desenvolvidas, os trabalhos manuais, a brincadeira em grupo... mas estes comentários, mesmo eu não querendo e estando convicta que estou a fazer bem, geram em mim um mal-estar que não consigo evitar, que chatice :(.

Há dois anos, neste dia…

… celebrámos o baptismo da Camila. Aproveitámos para juntar esta ocasião com os 30 anos do pai e fizemos uma grande festa, com cerca de 100 pessoas. Um dia que fica na memória! Posted by Picasa

Hoje, o bebé é…

… o meu marido!!! Faz hoje 32 anos que veio ao mundo aquele que conquistou o meu coração há uns bons anos e que é e será sempre a pessoa que melhor me conhece, o meu grande apoio em todos os momentos da minha vida, bons e maus. Namorado amoroso, marido excepcional e pai extraordinário, desejamos que passes um dia de aniversário muito feliz, vamos fazer por isso. Parabéns, meus e da nossa filhota.

Passeio de domingo de manhã



 Posted by Picasa

Está entregue!

Deixei-a na escola. Dei-lhe um beijinho e um “até logo!”, a auxiliar envolveu-a logo num jogo, nada de dramas, transição muito calma. Então, porque é que eu estou aqui com um aperto tão grande no coração?! Mãe tonta que eu sou!