28 junho 2006

Passeio de comboio

Ontem realizou-se um passeio de comboio até à praia com os meninos da escolinha, educadora, auxiliar e os pais. A Camila só conseguiu levar a mamã e lá fomos as duas logo pelo fresquinho da manhã (muito fresquinho, mesmo!) andar de “camboio”. Contra todas as previsões, o sol apareceu mal chegámos à praia e o dia portou-se lindamente. Os putos fartaram-se de correr, brincar com pás, baldes, formas, bolas, camiões, carregadoras, regadores, raquetes e tudo o mais o que os “camelos” dos pais conseguiram levar às costas. O programa incluiu também andar à bulha, comer areia, chorar com areia nos olhos, levar com raquetes na cabeça, mas felizmente a minha Camila é “sogadita” e não se meteu em nenhuma destas confusões.
Embora cansativo, foi um dia muito bem passado para os miúdos, para os pais que não se conheciam e passaram a conhecer-se, e para os que se conheciam, que passaram o dia a dar à língua.
Amanhã e sexta vou estar presa numa auditoria (espero que corra bem!), por isso não vou aparecer por cá. Até à próxima! Posted by Picasa

26 junho 2006

Porque é que...

... ao sábado e domingo a gajinha começa a chamar-me às 7 e meia da matina ("já é di dia, mamã!") e hoje dormia um sono ferradinho quando a fui chamar às 8 e tal?! Alguém me explica?

23 junho 2006

Para comemorar a chegada do Verão…

… a Camila fez este papagaio na escolinha ("eu xó pintei o naíz e a boca", mas fez, pronto!): Ontem à noite, enquanto eu lavava a louça, passou o tempo todo a correr à volta da mesa da cozinha com o dito na mão e a repetir sem parar: “Aqui vai o papagaio! Aqui vai o papagaio!” e depois as intermináveis perguntas:”Este papagaio voa? Este papagaio pode ir para o mar? Este papagaio pode andar no chão e eu a puxar o rabo?”, estava cá com uma energia (normal para quem tinha dormido mais de duas horas de sesta)!
O serão a duas continuou com uns jogos de “gominó” dos animais, umas danças malucas (Madonna, 50 Cent, Shakira, etc.) e uma história ao deitar. É tão bom estar com ela, deixar-me contagiar pela sua infindável alegria, ouvir os seus “gosto tanto de ti, mamã” nuns abraços apertados. É tudo de bom, a minha filha! Posted by Picasa

Esta é orquídea que floriu mais recentemente lá em casa

 Posted by Picasa

22 junho 2006

Hoje está mesmo um dia de "Bão", quentinho, quentinho! :)

Consulta

Lá fui ontem à consulta e descobri que os dentes são solidários! É verdade, é. O meu canino, desvitalizado há meses, doía-me por simpatia com o 2º vizinho. É que nem era com o primeiro, imediatamente ao lado, era o seguinte que estava todo cariado por dentro mas com um aspecto saudável por fora, a cárie foi detectada com ajuda de radiografia. Lá me saiu mais uma desvitalização do bolso :(
Quanto a artroscópio, nada de novo, a burocracia deste país põe-me doida! Por causa de uns reles 5 mil contos e porque a lei obriga a concurso, mesmo que só haja um fornecedor do equipamento, que é o caso, andam com papéis para trás e para a frente há meses. Haja paciência!

21 junho 2006

Shiuu,...

... não digam nada, mas o pessoal daqui do emprego trouxe uma mini-tv para ir acompanhando o jogo daqui a pouco! Vai ser uma tarde muito produtiva, está-se mesmo a ver...

O "Bão"

Desde segunda-feira que ela não fala noutra coisa, a educadora disse que ía começar o Verão, que é altura de ir para a praia, etc e tal. A primeira coisa que disse hoje quando acordou foi:
-"Hoje é Bão?"
-"É, hoje começa o Verão."
-"Então, vamos à páia e quero vestir manga cuta e uns cáções com as pénas à mósta*..."
-"Era bom, era..."

Já começou o "Bão" e nós gostamos!

(*isto porque ela reclama quando lhe visto calças e eu digo-lhe que são uns calções compridos)

Manos

Ontem fomos visitar o bebé da minha prima R. que nasceu no passado dia 27. É uma coisinha fofa, pequenina, cheirosa, ter um bebé recém-nascido nos braços trouxe-me muitas recordações, das boas. A Camila é que não achou grande piada ver-me com ele ao colo, começou logo a encostar-se ao pai, muitos beijinhos e pedidos de mimo, mas, ao mesmo tempo, estava fascinada com aquele bonequinho que mexia e chorava e que lhe pegou no dedo. Acho que foi o contacto mais próximo que ela teve com um bebé. A avó perguntou-lhe se ela queria levá-lo para casa mas ela disse logo que não.
Hoje, ao pequeno-almoço, disse-lhe que, se calhar, qualquer dia, ela iria ter um mano ou uma mana assim pequenino como o G., que ela iria ser a mana grande para brincar com ele e dar mimos e tomar conta dele (atenção, eu não estou grávida, mas é uma coisa que faz parte dos planos para o futuro). Ela ia sorrindo à medida que eu falava e depois disse “sim!”. Tadita da minha filhota, não queria que ela sofresse por causa dos ciúmes um dia que tenha um irmão, mas isso deve ser difícil de evitar, mesmo continuando com as mesmas doses de mimo-antes-do-mano, não é?
Hoje à tarde tenho consulta no meu cirurgião, ainda por causa da história que contei aqui e aqui. Agora ando aqui com uma das peças de platina que tenho desde a primeira cirurgia, junto ao nariz, a chatear-me a molécula, dói-me e, cá para mim, ele vai propor-me que a tire. Há mais de 3 meses, essa mesma peça fez o favor de me desvitalizar o canino, por estar localizada muito perto da raiz, e o dente foi então tratado. Desde a semana passada que o raio do dente começou a ter sensibilidade à temperatura e dói-me, nem que seja só de apanhar vento frio.
Já estou farta disto, de ter dores, de ainda estar à espera que o Hospital compre o artroscopo, de haver sempre qualquer coisa que não está bem, de imaginar se teria corrido melhor se tivesse feito a operação no particular, de estar sempre a pensar que mais valia ter ficado quieta e não mexer em nada, enfim, estou mesmo farta, farta, farta.
Há momentos em que consigo lidar melhor com isto tudo, em que penso que há coisas piores, em que consigo deixar de ter pena de mim, é uma coisa que eu detesto e que me irrita. Mas há outros, como nestes últimos dias, em que não tenho força, em que me sinto uma incapaz e não percebo porque é que tudo isto tem que correr mal comigo, em que só calor da minha menina me conforta um pouco o coração.
Isto passa, mais cedo ou mais tarde.

19 junho 2006

Elogio ou nem por isso?!

Ontem, quando a preparava para ir dormir, virou-se para mim e disse:
-“Mamã, és a milhor!”
E eu:- “A melhor quê?”
Ela:- “A milhor… das futas! És uma ameixa e eu sou uma banana!”

(no sábado provou ameixas vermelhas e adorou, por isso posso considerar que foi um elogio, não?)

Nova cor

Para a Camila, existe o azul- escuro e o… azul-“cularindo”, estão a ver qual é?
lol

Fim-de-semana calmo

O meu foi, bem calminho. O humor não melhorou grande coisa (obrigada a todas pela preocupação, isto há-de passar), mas deu para descansar qualquer coisa. Ontem até deu direito a sesta, enquanto a Camila foi passear com os avós e os tios. No sábado, uma ida minha às compras deu direito a prendas para todos:


Para a Camila, para variar do Noddy

Para o pai, que é muito fã dos Red Hot

Para mim, que também mereço :) Posted by Picasa

16 junho 2006

Estou...

... desinspirada, desanimada, com muito trabalho em casa e no emprego e com pouca motivação para o fazer, sem encontrar nada de jeito para escrever aqui além destas reles palavras. Há dias assim, como eu costumo dizer. Detesto-os, mas há. Vou ficar quietinha a ver se passa depressa ou a ver se ganho energia para enxotar este mau-estar para longe.
A emissão segue dentro de momentos...

13 junho 2006

Coisas simples, coisas boas

Até este fim-de-semana, a Camila comia ao pé da nossa mesa mas na sua cadeira de comer (é daquelas que se transformas em mesa e cadeira pequena). Agora começou a comer sentada mesmo à nossa mesa, com uma almofada a elevá-la, e é daquelas visões que me faz sentir um calorzinho no peito. Estarmos ali, os três à mesa, a nossa pequena família, aquela menina que junta o melhor de nós dois, é ver um sonho muito sonhado tornar-se realidade. É uma sensação que acho que posso chamar de felicidade...

Não sei se já disse isto mas...

… DETESTO PASSAR A FERRO!!!
(ontem fiz uma sessão de 2 horas e meia e a pilha de roupa parece estar na mesma, logo há mais :S )

Sou só eu...

… ou mais alguém anda farto da excessiva cobertura televisiva do Mundial? Eu gosto de ver os jogos, até de outras selecções que não Portugal, há momentos espectaculares, vibrantes… mas isto é só um desporto, por favor! Já não aguento ver telejornais, programas da manhã, programas da tarde, quase 100 % dos spots publicitários, tudo a falar no mesmo! Não se passa mais nada nesta terrrinha?!
E depois para quê? Para ouvirmos protestos dos supostos apoiantes durante o jogo porque ainda só marcaram um golo? Porque os angolanos até estavam a dar luta? Grandes apoiantes… só apoiam se houver goleada, certo? (isto também se aplica aos senhores jornalistas) No jogo de Inglaterra, sábado, eles começaram a ganhar aos 4 minutos e até foi com um auto-golo e os adeptos ingleses não pararam de cantar um minuto até ao fim do jogo.
Espero que este enjôo não me comece a tirar a vontade de ver o que realmente aprecio, bons jogos de futebol.

Para quem está de dieta...

que tal este pecado? Cometi-o no fim-de-semana, mas não comi tudo sozinha, claro (embora não me fosse muito difícil :P) Posted by Picasa

As cores do meu jardim

 Posted by Picasa

09 junho 2006

A idade da inocência

Anteontem, depois da ida às compras para reabastecer a casa, estava eu a arrumar uns tomates no frigorífico e a Camila pergunta:
“- Vais comer esses tomates todos, mamã?”
“- Vou, são todos para mim.”- respondo eu.
Ela vira-se para o pai com aquela expressão “ficas sem nada, bem feita!” e manda-lhe esta:
“- Não tens tomates!”

Logicamente, ficámos os dois perdidos de riso até às lágrimas e ela a olhar para nós sem perceber onde estava a piada.

08 junho 2006

As férias em imagens III


A Camila não escapou à moda das trancinhas.


Na hora do adeus a Punta Cana, uma imagem do original aeroporto.


Foram umas férias muito boas, só sopas e descanso (engordei mais de um quilo, muito mau :( ) e foi óptimo passar o tempo todo com os meus amores. O único senão é o tempo de viagem, são muitas horas fechados num avião, para cá houve alturas que me senti a atrofiar, só me apetecia gritar e fugir dali. Para lá, a Camila não dormiu nada, foi entretida com uns puzzles e um livro de pintar e a fazer asneiras. Para cá, estava tão estafada que adormeceu no colo, durante umas horas. Mas a estafa valeu a pena, o hotel era excelente, o pessoal muito simpático e aquele mar... ai que saudades, já!
Um dia qualquer (daqui a muito, muito tempo, que esta mordomia toda sai cara!) haverá mais.
 Posted by Picasa

As férias em imagens II


Os nossos "livre-trânsito" no complexo


Achei muito giro o pormenor do símbolo do hotel marcado na areia do cinzeiro


A Camila a boiar do mar, embora preferisse a piscina, o mar era "salgoso", como ela dizia (é realmente mais salgado do que o nosso, mas muito, muito quentinho e com uma côr e transparência espectacular, só por isso já valeu a viagem).

A Camila fez anos mais de 50 vezes (já não podia ouvir os Parabéns a Você! :) )

 Posted by Picasa

As férias em imagens I


A entrada no hotel


A Camila na piscina


A visão que eu tive durante grande parte da semana (estendida na espreguiçadeira)


O bar da piscina, onde descobri o "Côco Loco", por quem o meu paladar se apaixonou
 Posted by Picasa

07 junho 2006

Voltei

Só de fugida, para dizer que as férias foram deliciosas e cá estou outra vez, com saudades de cuscar todos os cantinhos e saber as novidades. Entretanto, venho relatar as férias com mais pormenores e fotos.