30 janeiro 2007

Há um ano...

... começava assim a encher-se esta Arca. Tem sido uma boa experiência, pelo prazer que tenho em escrever, às vezes coisas que só a mim me parecem engraçadas ou com sentido, pela partilha de ideias e experiências com outras pessoas, não só mamãs, deste mundo virtual.
Um dia, acho que a Camila talvez goste de ler este relato de alguma das suas peripécias mais engraçadas, assim como o caderninho em que escrevo as coisas mais intímas dedicadas a ela desde o primeiro dia em que soube que estava grávida.
Parabéns à Arca dos Tesouros!

Designer de jóias... é chique, não é?



"Fiz com uma massa, as meninas fizeram anéis e os meninos puseiras, dipois foi tudo para um tabuleiro e foi ao fôno. Os outos anéis quimaram-se todos, só o meu e as puseiras é que ficaram bons!"

26 janeiro 2007

Olho para o frasco do sabonete líquido da casa de banho, atestado à pouco tempo, estranhando vê-lo já quase vazio. Vêm-me à memória as palavras do pai, uns dias antes: "Mas quem é que desenroscou isto, que ía caindo tudo ao chão?!", em que "isto" era a parte do doseador. Ontem fez-se luz! Pego no frasco logo depois da Dona Camila lavar as mãos, observo que estava quase vazio e constato que o doseador está novamente desenroscado!
"- Camila, foste tu que abriste isto?!"
"- Sim!"
"- Para quê?!"
"- Pa sair mais depressa, o sabão!"
Pois é, tenho os canos forrados de sabonete líquido, é o que é!
Esdou consdipada, muido ranhosa e endupida, este frio já fez das suas cá para o meu lado :(. Prevê-se fim-de-semana de molho, com muido suminho de laranja do quindal e cházinho de limão com mel. E muidos mimos da Camila, o melhor remédio do mundo! :)

24 janeiro 2007

No serão de ontem, eu e a Camila estivemos a ver o DVD com o filme de quando ela nasceu e dos seus primeiros meses. Há mais de um ano que eu não via aquelas imagens e soube tão bem reviver! Foi engraçado observar a mudança na própria Camila, é que dantes ela não podia ver imagens dela em bebé, começava a fazer beicinho e quando aparecia o pai com ela em bebé ao colo, era um pranto desgraçado, ficava inconsolável, penso que não se conseguia identificar e pensava que era outro bebé ao colo do pai. Ontem, já não foi assim, percebeu que era ela, gostou de ver tudo, os banhos, as mudanças das fraldas (o tempo que eu demorava para mudar a fralda à rapariga!), o vestir as roupinhas, e estava sempre a fazer o paralelo do que vai ser quando vier o mano. Só não gostou muito quando lhe disse que dormiríamos no hospital e ela viria para casa com o papá, mas eu disse-lhe que era só uma noite ou duas, que ela podia lá estar quase todo o dia ao pé de nós e que depois vínhamos os quatro para a nossa casa, ficou mais sossegada.
Está a crescer, a minha princesa, ainda "ontem" era tão bebé!

23 janeiro 2007

Ontem, enervei-me. Com uma daquelas conversas infelizes dirigidas à Camila cuja ideia que passa é "depois já não gostam de ti, só gostam do/a mano/a!". Enervei-me a sério, exigi que não tornasse a haver conversas do género e falei mal à pessoa, que eu sei que adora a minha filha e que não disse com má intenção, mas que tem a sensibilidade de um calhau e pensa que a criança percebe que está a dizer aquilo a brincar.
Enervei-me mesmo muito. Se calhar, enervei-me mais por me aperceber da minha impotência em proteger a minha filha dessas frases infelizes e dos seus efeitos, porque não estou constantemente colada a ela. Sei que, por mais segura que ela esteja do amor dos seus papás, está a entrar numa fase delicada, em que o acto mais inocente da nossa parte lhe vai parecer uma demonstração de que já não gostam dela como gostavam antes. Queria tanto que ela não sofresse com a chegada deste bebé! Mas não vai ser fácil, só espero conseguir minimizar "os danos".

Socorro,...

... estou viciadinha nisto:
Consigo comer um pacote inteiro seguido, é que nem posso pensar que as tenho comigo, dá-me logo uma fome de leão! Ai a balança!

22 janeiro 2007

Tenho tanto soninho! Zzzzzzz....

Ando a tentar cortar com o Nausefe mas não está a ser fácil, primeiro porque ainda tenho enjôos e segundo, porque, se não tomo ao deitar, passo a noite sem dormir, com aconteceu esta noite! Rebolo, sonho, penso, rebolo outra vez, vejo as horas a passar no relógio e nada de dormir. Conclusão, ando todo o dia a dormir em pé, ai a minha vida!

(18 semanas e ainda não sinto movimentos... acho que isto também me anda a tirar o sono :( )

19 janeiro 2007

Corro o risco de parecer chata,...

... mas é que ainda andamos a pensar nisto. Estamos praticamente decididos a fazê-lo porque, felizmente e em princípo, vamos poder dispôr do dinheiro (acho que o mais justo seria mesmo um banco de células estaminais público, as pessoas ficariam todas em pé de igualdade). Pode ser jogar dinheiro fora (espero mesmo que sim!) e alimentar um bom negócio, mas não consigo deixar de pensar que todos os dias há avanços na Investigação e ainda esta semana houve uma notícia nesse sentido.
Para quem fez a criopreservação, pergunto com que empresa fez contrato, porquê e se está satisfeito com o serviço. Agradeço desde já a quem deixar o seu testemunho.
Ando tão inchada (malvada progesterona e comprimidos de ferro!) que tenho uma barriga que parece de 6 meses, nem me atrevo a pôr aqui fotos. Não há All-Bran que me valha, já começo a desesperar! :S

18 janeiro 2007

Começo a ter ciúmes deste bebé, pois começo... É que, agora, em vez de me dar mimos a mim, a Camila só dá "Miminhos ao mano!" e eu nada! A toda a hora é "Bijinhos ao mano!" e eu lá vou recebendo umas "migalhitas", quando as peço!
É claro que estou a brincar, adoro vê-la agarrada à minha barriga que já brilha de tanto polimento. Quando me vê mal disposta (sim, que os enjôos continuam! :S), pergunta:" Tás a senti-te bem? É o mano que não gosta da comida? Vai deitá-la fora? Como é que ele a deita fora, com uma pá?!" :D

16 janeiro 2007

Consulta

Ontem à noite, tive consulta, vi o meu pequenino a mexer muito, muito e apaguei todos os filmes ruins que andavam aqui na minha cabeça e que nem vou contar, não vale a pena. O que se conseguiu ver (que o ecógrafo não é grande coisa) foi o coração a bater, a coluna, a cabeça com o seu narizito arrebitado, os fémures, os muitos movimentos que ele fez e muito líquido amniótico, por isso ele anda tão à vontade! A minha médica diz que entretanto devo começar a senti-lo, que ele (ou ela, atenção que eu não sei o que é!) é muito mexido. Tensão de passarinho (9/6) e aumentei 3 quilitos até agora, não deu direito a ralhete.
No final, tivemos uma grande conversa sobre o parto e tudo o que se fala hoje em dia sobre a humanização desse acto. Pus-lhe a questão do que é que o hospital onde nasceu a Camila e onde irá nascer este bebé tem feito nesse sentido. É claro que o ponto de vista dela é puramente médico, e não deixo de compreender o lado deles. Embora ela seja adepta de deixar correr as coisas naturalmente o maior tempo possível, acabou por admitir que, às vezes, intervencionam cedo de mais mas porque não querem correr nenhum risco, ninguém lhes perdoa se perderem a vida de uma mulher ou de um bebé.
Achei fascinante ler o relato do parto da Jasmim e penso que a mãe dela foi uma abençoada por viver uma experiência tão intensa. Eu não seria capaz de o fazer, não neste país, não me sentiria segura o suficiente, mas penso que nos hospitais podiam ir modificando pequenas coisas das quais dei vários exemplos à minha médica, como o facto da enfermeira que vestiu a Camila depois dela nascer estar com o telemóvel a tocar no bolso, acho que deve ter sido uma agressão horrível para os ouvidinhos dela, além de todos os outros sons da sala de parto. Ela respondeu-me que, às vezes, é o do pai ou da mãe que toca e elas não conseguem proibir, que assim a mãe se sente mais segura se tiver que contactar alguém de repente. Enfim...
Acho que algumas pequenas alterações que podem acontecer para tornar o ambiente hospitalar mais humano devem partir da mudança de mentalidade do pessoal médico mas também das mães, que precisam de ganhar mais confiança nas capacidades do seu corpo, mesmo sentido medo do parto (que todas sentimos, não há como evitá-lo) e começar a fazer mais exigências nesse sentido.

15 janeiro 2007

Passeio de domingo

Fomos visitar duas das Maravilhas de Portugal em concurso aqui, o Convento de Cristo em Tomar e o Castelo de Almourol, passando pela Barragem de Castelo de Bode.

Um lindo de dia de sol, um bom passeio e uma óptima companhia... foi um bom domingo!
Posted by Picasa

11 janeiro 2007

O visitante 10.000 (incrível!) que se acuse, se faz favor!

Às 16 semanas e meia,...

... nada! Ainda não senti nenhum toque do meu piquenino e não consigo evitar a preocupação, embora saiba que ainda pode ser cedo. Senti a Camila às 18 semanas e estava convencida que sentiria este mais cedo. Ou tem muito espaço para rodopiar ou é ainda é pequenino para se fazer sentir. Segunda-feira há consulta com respectiva espreitadela ecográfica, estou ansiosa.
Ó bebé, já mexias qualquer coisinha, não era? Um código Morse para dizer um "tudo ok!" à mãe, pode ser?

Curtas da Camila

Segunda-feira à tarde, foi com o pai à cidade para ver se ele encontrava uma fatiota jeitosa nos saldos. Depois de algum tempo, já farta de caminhar, parou de repente (tão de repente que até a senhora que vinha atrás ía caindo em cima dela) e o pai perguntou "Então, Camila?!"

Resposta:"- Pifei! Leva-me ao colo!"

(há que acrescentar que a mocinha já tinha passado a tarde de domingo a correr um centro comercial onde fomos para ajudar o padrinho a comprar o fato de noivo, tinha razão para estar estafada, tadita!)

---------

Ontem comprámos-lhe um capacete para ela usar quando anda na sua bicicleta, porque ela é um bocadinho desastrada e já caiu umas vezes, chegando a ir com o queixo ao chão. Quando íamos no carro de regresso a casa:
Ela:"- Agora falta uma bolsinha para pôr aqui." (bolsa na cintura, como o pai usa quando vai dar umas voltas na sua bike)
Eu:"-Uma bolsa?! Para levares o quê?"
Ela:"- Porque eu vou pedir ao Pai Natal um tenemóven!" (é uma das coisas que o pai leva na dita bolsa)

Começa cedo, começa! :D

---------

Depois de jantar, falavamos novamente de nomes para o bebé e descobrimos que ela já deixou a ideia da Catarina, deixando cair esta verdadeira bomba:
Ela: "-Se for uma mana, é Anastácia!"
Eu e o pai:"-Hã?!? Onde é que viste esse nome?"
Ela:"- É da Cinderela! Há duas filhas e uma é a Anastácia."(anda a ver o DVD da Cinderela todos os dias desde que lho deram no Natal)
Eu:"-Ó filha, mas esse nome... é melhor não e tal..."
Ela:"-É Anastácia, sim, é Anastácia!" (já estava a ver o caso mal parado)
O pai salvou a situação:"- Mas não pode ser esse nome, os senhores não deixam pôr porque é um nome de desenho animado."
E ela lá aceitou a explicação... e ainda bem, o bebé agradece!

:)))

10 janeiro 2007

Finalmente,...

...ao fim de mais de 3 meses depois de ter sido iniciada, terminou a redecoração do quarto da Camila!

Este era o "Antes", que tinha uma barra na parede com uns patinhos amorosos, colocada antes de ela nascer, mas que já estavam descoraditos e já era muito "à bebé" para ela.




As maiores alterações foram a nível da pintura, tivemos que pintar o quarto todo porque, ao retirar a barra, arrancou reboco, e aproveitou-se para pintar uma parede de rosa. Nas paredes brancas, pintei um belo jardim de flores e joaninhas, as flores são autocolantes mas o resto foi tudo pintado à mão por mim, por isso demorou tanto tempo!
Mudei o candeeiro, o tapete e a capa do edredão e coloquei umas grinaldas de borboletas nas cortinas. Ficou um quarto de menina, bem alegre e colorido!


Posted by Picasa

08 janeiro 2007

Criopreservação do sangue do cordão umbilical

Vale a pena fazer ou não? Porquê?
Aceitam-se opiniões.
No fim-de-semana, não tomei o Nausefe para fazer o teste. Teste chumbado, os enjôos continuam, ai a minha vida! Já vou em 11 semanas disto, quando é que pára?!
Tinha uma e recebeu outra no Natal. Agora, passa o tempo a brincar com elas, as Barbies. Despe, veste (pede sempre a ajuda do pai, não sei poquê, para as partes mais complicadas) e imagina conversas entre elas. Já decidiu que são irmãs, tratam-se assim mesmo: "Ó imã, isto.... Ó imã, aquilo..." e faz pic-nic's com elas e as suas comidas de plástico sobre a manta no chão da sala. Adoro vê-la assim entretida! Há quem diga mal da boneca por causa da imagem que transmite, mas acho que ela não tem esse poder todo que lhe atribuem, é só uma boneca. Eu acho que fui uma felizarda em ter uma, trazida de França, no tempo em que ainda não se via nada do género por cá e passei horas entretida com ela, fiz-lhe roupas, cortei-lhe o cabelo , coitada... Mas ainda hoje sobrevive, com mais de 25 anos, e a Camila adora brincar com ela quando vai para casa da avó.
De sábado para domingo, tive um pesadelo horrível. A minha filha sofria muito, chorava de dor, eu não conseguia fazer nada para aliviá-la e acordei quase a chorar. Fiz-me ficar bem acordada para não voltar ao mesmo sonho e acabei por ficar uns largos minutos sem conseguir adormecer novamente. A imagem da cara de sofrimento dela impressionou-me de tal maneira que ainda anda aqui dentro da minha cabeça, mesmo depois de ter passado o domingo a receber o seu belo sorriso e os seus mimos com aquela carinha linda que me derrete o coração de felicidade.
O sofrimento dela é o meu maior terror, é um medo irracional que só me dá vontade de a guardar bem guardada de tudo e todos... mas não pode ser assim, ela tem mesmo que crescer e acabar por conhecer, de alguma forma, o lado menos cor-de-rosa da vida. Só posso desejar que o meu colo seja sempre o suficiente para lhe servir de consolo, porque esse, ela vai tê-lo sempre garantido.

04 janeiro 2007

Nomes

Aí está uma tarefa bem difícil, a escolha dos nomes para o meu segundo filhote. Como não vamos querer saber o sexo, vamos ter mesmo que escolher nome para rapaz e para rapariga.
Para menino, já não quero usar a alternativa que tinha para Camila, o Guilherme, porque entretanto uma prima minha escolheu esse nome para o seu menino e também eu já já não estava muito fã, é um nome complicado para aprender a escrever. Eu e o pai concordamos com o Gil, mas ainda não sei bem se é "aquele" nome especial, não sei porquê.
Para menina, é a incógnita total, parece que só gosto mesmo, mesmo de... Camila! É um disparate, eu sei, há muitos nomes que eu acho bonitos, como Madalena, Alícia, Carolina, Sara, mas não encontrei ainda nenhum em que concordemos os dois e que me faça sentir tão convicta como quando escolhi o da Camila, está mesmo difícil!
As sugestões da mana Camila são "Fancisco" e "Catarina", são uns meninos que ela brincou quando foi visitar a escola "pimária" e deve ter gostado deles :).
A Camila está melhor, obrigada pelos votos de melhoras. Já não tem febre desde ontem mas, mesmo assim, hoje ainda não foi à escolinha, anda ansiosa para voltar, talvez amanhã.
Ficou mais uma vez adiada a visita à Aldeia do Natal em óbidos, já tinha sido desmarcada no dia em que ela ficou com otite, acho que já não me atrevo a voltar a pensar em ir a Óbidos tão depressa ! :)

03 janeiro 2007

Duas semanas depois...

... da Dona Otite, temos a visita da Sô Dona Amigdalite, com direito a um grande febrão (mais de 39ºC) ontem à noite, vómitos e tudo! Além da amigdalite, o doutor também escutou alguma expectoração nos brônquios, que lhe provoca tosse. Sai mais um antibióticozinho, ainda há dias acabou o outro, xiça penico!
É uma aflição vê-la assim, a tremer e a chorar que tem frio, que dói a cabeça e não poder fazer nada senão dar-lhe um colinho para a acalmar e esperar que o Ben-u-ron faça efeito :(

Como é que vai ser com esta aflição a multiplicar por dois?! O meu coração não aguenta, ai!

02 janeiro 2007

E lá começámos mais um ano! Passámos a noite de fim de ano em casa de uns amigos, mas foi um bocadinho triste porque a cara-metade foi trabalhar no turno da meia-noite, saiu de perto de nós por volta das 23:15. Eu e a Camila passámos a meia-noite ao telemóvel com ele, foi diferente... mas não muito bom :S. Deitámo-nos, as duas, por volta da 1:30, ela estava tão estafadinha de brincadeira que ontem só acordou ao meio-dia, o seu record! O papá dormiu mais um pouco e voltámos a casa dos nossos amigos para o almoço. Mais uma tarde de brincadeira e de conversa que terminou com uma bruta má-disposição minha. Já tinha começado bem o dia, a deitar o pequeno-almoço fora, assim como aconteceu hoje... este/a miúdo/a é dos/as bravos/as, dá cabo do meu estômago!
Com o Novo Ano, chegámos às 15 semanas e agora vou ansiando por sentir os primeiros toques do piquerrucho, da Camila comecei a sentir por voltas das 17 semanas, vai ser uma emoção! E um pouco reconfortante, é que agora ando sem indicação nenhuma se está tudo bem ou não, e quando conseguir sentir uns pontapézitos, já um sinal positivo. É preciso é calma, também não quero que o tempo passe muito depressa, quero aproveitar bem a minha barriguita. :)