30 setembro 2007

Por estes dias,...

... há um ano atrás, começava, silenciosamente, a dar-se o milagre da Vida dentro de mim. Dele resultou uma menina linda e amorosa, a minha Mafalda :)(foto fresquinha, acabadinha de tirar. hoje a pequena está a voltar ao seu ritmo normal, felizmente!)

29 setembro 2007

Hoje está a ser...

... um dia "daqueles"!!! Desde ontem à noite que andamos no ciclo vicioso "Mafalda não mama o suficiente porque tem sono- Mafalda não dorme o suficiente porque tem fome"! Estou com o cérebro em papas, só dormi das 2 às 5 da manhã, o resto foi "forró" :(. No tempo que está acordada, está rabujenta porque tem sono e chora, eu passo-me porque o pai está a dormir (trabalhou de noite e vai voltar a ir de noite) e receio que ela o acorde, já não sei o que lhe faça, enfim, a cotação da Mafaldinha hoje não está nos seus melhores dias :S (ontem estava em altas por ter dormido 9 horas seguidas, das 10 da noite às 7 da manhã!). Agora está a dormir, espero que seja por mais de meia hora.
Para ajudar à festa, hoje a Camila acordou às 7 da manhã (nos dias de semana acorda às 8) e "não consigo dormir mais" e tal. Conclusão: ao almoço estava podre de sono, mas até se comportou porque percebeu, pelo meu ar ameaçador de reacção às primeiras birras, que eu estava ainda mais rabujenta do que ela e que a coisa podia dar para o torto. Acabei de a deitar, vamos ver se há sesta. Para ela e para mim. Zzzzzz

28 setembro 2007

Fiz uma coisa...

... que nunca tinha feito: madeixas no cabelo. Mas não foi madeixas "à tia", assim, louras, em cima da cabeça , foi "à pita de 15 anos", alaranjadas e só na parte de baixo e na franja. Uma pessoa não faz as coisas na idade certa e depois, quando tem destes acessos, dá nisto! :))
Estava farta de ver este cabelo sem jeito nenhum e, há dois dias, estava decidida a dar-lhe um bom corte. A cabeleireira, que também é comadre, viu-me cheia de apetites radicais, acenou-me com a ideia das madeixas e eu embarquei. Cortei uma boa parte e gostei do resultado final, embora as madeixas ficassem um pouco mais claras do que o acobreado que escolhi. Pela Camila, teria pintado TODO o cabelo de louro, eheheh.
Comentário do homem da casa: "Tá fixe, pareces mais nova!"... passei no exame, era o único comentário que me interessava ouvir :D. Comentário da mãe: "Vais trabalhar assim daqui a um mês?!"... nada a fazer, é um caso perdido ;).

Quando passo ao espelho, ainda olho duas vezes para confirmar que sou eu! :P

26 setembro 2007

As meninas...

... ficaram com os avós e nem tudo correu sobre rodas. Se para a Camila foi um grande divertimento andar com o avô a transferir o vinho para os depósitos e a mexer em água, chegando ao ponto de até as cuecas estarem encharcadas quando entrou em casa, para a Mafalda, a conversa foi outra. Simplesmente, ela não consegue adormecer profundamente em casa da avó, só quando chega à exaustão. Não sei se é por se ouvirem mais barulhos, por estranhar a casa, mesmo já tendo ficado lá várias tardes... sei que quando entrei com ela no meu antigo quarto, onde está a caminha de grades, ela fez logo um chorinho com uma cara de "Não me deixes aqui sozinha!!!", mas, ainda assim, consegui adormecê-la. Foi sol de pouca dura, acordou logo a seguir a chorar, a avó deu-lhe biberão com leite que eu tinha tirado ontem e bebeu bem, mas, na refeição seguinte, rejeitou o biberão e chorou que se fartou até adormecer de cansaço. Este biberão era de leite que tinha congelado mas penso que não terá sido por isso que ela o rejeitou, porque já bebeu leite congelado outras vezes e hoje fiz a experiência e voltou a beber, embora estranhe no início. Acho que ela nem quis comer com tanto sono que tinha, por não ter dormido nada ao fim da tarde. Fui buscá-las por volta das 2 da manhã, pu-la à mama, mais para me aliviar a tensão no peito, porque ela nem acordou mas ainda mamou qualquer coisa.
Foi falha não ter deixado qualquer coisa com o meu cheiro ao pé dela, acho que ela sente mesmo a falta é do meu cheiro. Podem achar treta mas já várias vezes aconteceu ela estar a dormir profundamente e, assim que eu saio de casa, dá logo sinal, choraminga ou acorda mesmo, está viciada na mamã! Acho que com a Camila isto nunca aconteceu, o ficar com a avó foi mais pacífico, deu-se melhor. A Mafalda parece-me ser mais desconfiada, mesmo com o pai não entrosou logo às primeiras, embora agora já se derreta toda para ele. Mas não tem outro remédio, vai ter mesmo que se habituar, porque de hoje a um mês já começo a trabalhar!

Foi... nem sei dizer...

... foi do best, espectacular, um estrondo, emoção, dinheirinho muito bem empregue!
Como não sou de Lisboa nem arredores, fomos cedinho, apanhei a auto-estrada ligeiramente congestionada e às 8 da noite entrávamos no estádio. Ouvimos os Fiction Plane, a banda do filho do senhor-que-interessava-ver-e-ouvir-naquele-estádio :). Têm um som interessante e a voz do filho é muito parecida com a do pai.
Depois, vieram eles.
A dor nas costelas do lado direito que tinha aparecido entretanto por estar tanto tempo de pé evaporou-se com os primeiros acordes e aquilo é que foi cantar (!?) a plenos pulmões, muito fixe!
O Sting está como o vinho do Porto, só melhora com a idade ;)

Uma noite especial, pelo concerto e por ser a primeira saída a dois já desde... ups, nem me lembro! :D

25 setembro 2007

É hoje! É hoje!!!


23 setembro 2007

Visto que falta...

... falta sensivelmente um mês para voltar ao trabalho (agora que começa a saber bem estar em casa é que se acaba, é sempre assim!), tenho andado a pensar como é que vou fazer com a alimentação da Mafalda. O meu objectivo é amamentar em exclusivo até aos seis meses, ou seja, apanha o primeiro mês e meio a trabalhar. A questão é que não consigo acertar os horários das mamadas da piquena, especialmente de madrugada e manhã. Tanto pode fazer directo até às 5 da manhã e depois mama só às 8 e tal, o que até não era mau se fosse sempre assim, como pode mamar às 2 e tal, às 5 e depois pode aguentar-se até às 10, o que já complica o esquema. Não consigo dar-lhe mama com ela a dormir, não pega simplesmente, e também não consigo fazê-la aguentar mais tempo porque, quando ela acorda para mamar, está mesmo esganada com fome, não há espera possível.
Outro problema é a quantidade de leite. Tenho usado a bomba para testar e o máximo que consegui tirar foi 150 ml. Já aconteceu ela bebê-lo todo e fico sem saber se beberia mais (embora lhe ofereça o peito depois e ela não lhe pega) e já chegou a deixar 20 ou 30 ml. Não sei se a capacidade de sucção da bomba é maior ou menor do que a dela (alguém sabe?), se ela, quando mama dos dois lados (o que nem sempre acontece), consegue extrair mais do que os 150. Não vou ter condições no trabalho para estar a tirar leite e receio que isso vá interferir com a produção, embora tenha as horas de aleitamento e venha almoçar a casa, o que, se cumprir os horários com rigor (especialmente o de saída, era bom!), estou no máximo 3 horas ao serviço.
Estou um bocado apreensiva, gostava de atingir o meu objectivo, vamos lá ver...

20 setembro 2007

Faz hoje um ano...

... celebrávamos os seus 76 anos, com muita alegria, ele feliz com a bisneta ao seu colo.

Hoje seria dia de festa... fica a lembrança e a saudade, a tristeza por hoje não o ver com as duas bisnetas ao colo, o que nunca chegou a acontecer...

Este sorriso...

... é "o tal", o que me derrete, o que me deixa doidinha de vontade de a comer com beijos, que apaga tudo de menos alegre que possa estar a passar na minha cabeça no momento, que me enche o peito com um quentinho bom. O sorriso mais lindo do mundo, que ela me dá tão espontaneamente, sem segundas intenções... só para dizer que me ama, para me mostrar que sabe que a amo de paixão. Por este sorriso, vale tudo...

(mesmo quando o vejo por entre as pestanas carregadas de sono, às 4 ou 5 da manhã, acompanhado de muito espernear e muita vontade de fazer festa :D )

Um vestido, no Verão de há 28 atrás,...


... que a Camila fez "ressuscitar" na semana passada!

18 setembro 2007

Línguas de perguntador?!

Existem, pois. A Camila tem uma, daquelas que não param!
Quase todos os dias, temos uma sessão destas (a minha casa tem cave, para perceberem a lógica da coisa):
Ela:- Aqui debaixo da cozinha é o quê?
Eu:- É a entrada da cave.
Ela:- E debaixo da casa de banho grande?
Eu:- É a casa de banho da cave.
Ela:- E debaixo do teu quarto?
Eu:- É a garagem.
Ela:- E debaixo do meu quarto?
Eu:- É a entrada da garagem.

.... e continua, até correr as divisões todas da casa! Quando anda em baixo com o pai, é assim:

Ela:- Aqui por cima é o meu quarto, não é?
Pai:- É.
Ela:- Aqui por cima é a sala, não é?
Pai:- É.

....já estão a ver o filme, certo?

Depois, há o clássico "O que é que estás a fazer?" para toda e qualquer acção que eu esteja a executar, mesmo que ela saiba perfeitamente o que é que eu estou a fazer. E há ainda as da série "como é que funciona/isto é feito de quê?" que corre tudo, desde as nuvens, as garrafas, a comida, enfim, o que lhe vier à cabeça.
Há também as difíceis, que volta e meia vêm à baila, como na outra noite em que estávamos as duas na cama de rede a ver as estrelas: como é que se morre? a bisa vai morrer porque já é velhinha? como é que o avô Zé voou até à estrelinha? ele tem lá uma cama para dormir?

Eu faço todo o cuidado quando estou a preparar as refeições para ver se as línguas de perguntador não me saltam para o prato dela, mas nunca as apanho e então dá nisto!:))

14 setembro 2007

Primeiro estágio da Mafalda...

... em casa da avó, ontem à tarde. Custou a pegar no sono, pôs-se a admirar tudo à volta da cama, mas depois pegou e dormiu duas horitas, nada mau!

Da "refilice" que me desarma

Ao deitar, farta de lhe dizer para vestir o pijama, berro:
-"Camila, veste o pijama, já te disse 10 vezes!"
Ela, muito despachada, com ar de "que exagero!":
-"Oito!"

Ainda deu tempo de me virar para a parede antes de me desmanchar a rir. :D

O regresso à escolinha...

... correu muito bem. Começou na quarta-feira, na terça à noite já estava em pulgas, toda excitada. Tem 4 coleguinhas novos e ficou admirada ao chegar à escola porque "a sala tá toda ao contrário!", a educadora e a auxiliar andaram em mudanças, para variar a disposição das coisas. O guarda-roupa da "casinha" (roupa de gente grande com que os pequenos se mascaram) estava um pouco desfalcado, já não estavam lá os vestidos de "princesa" e de "noiva" que ficaram em farrapos de tanto uso no ano passado, e, chegadas a casa, fomos à descoberta daquelas coisas que, às vezes, se compram ou mandam fazer e que depois nunca mais se usam. Levou um vestido meu com umas rendas que estava perdido no fundo do roupeiro e uma saia de pregas e uma blusa florida da avó, que um menino vestiu logo, assim que chegámos à escola com a roupa, e adorou! Os cachopos, no fundo, contentam-se com tão pouco! Nós é que temos a mania de os entupir com tantos brinquedos que, às tantas, eles já nem sabem o que fazer com eles.
Estou contente por ela estar tão feliz com a ida para a escola, pensei que seria mais difícil depois de tanto tempo comigo. Ontem, colou-se um bocadinho, quis mostrar-me as novidades e não lhe apetecia deixar-me ir embora, mas depois passou, a brincadeira chamou mais alto. É bom para ela e para mim, gasta mais energia a brincar com os amiguinhos e fica mais calminha em casa. Ou não... :))

11 setembro 2007

Não sei se quero saber...

... o final desta história da miúda inglesa, acho que não quero!

Ginásio

Comecei ontem. Muita banhoca para derreter, um treino ligeiro para avaliar a condição física. Hoje, as pernas doem um bocadito, estou tão ferrugenta! Agora é treinar e esperar resultados... positivos, claro! :)

O 1º trabalho manual...


... feito há um mês atrás.

10 setembro 2007

4 anos e meio

A primeira palavra que me vem à cabeça para a definir neste momento é… turbilhão! :) Nunca está parada, há sempre uma pergunta a seguir à outra a brotar da boca dela, está teimosa como nunca (“E se eu não quero fazer as coisas, não faço, pronto!”) e há dias em que passar as 24 horas com ela pode tornar-se um teste de resistência aos nervos e à paciência! :P
Está grande, pelas medidas caseiras tem 17 kg e 1,08 m. Já se desenvencilha sozinha (quando quer e lhe convém) com a roupa e calçado, só não sabe ainda apertar atacadores mas também nunca me pus a ensiná-la. Fica toda feliz quando adivinho a roupa que ela gostaria de vestir, outras vezes refila porque “quero uma coisa de alças, mamã!” ou “queria os collants sem pé, não era calças!”, mas não tem grande hipótese com as reclamações. Põe perfume, batôn “de bilhantes” nos lábios e escolhe os elásticos que melhor ficam com a roupa que está a vestir. Mas gosta mais de ter o cabelo solto (“já me chega às costas, mamã!”), graças à sua vontade de ter o cabelo muito comprido consegui convencê-la a começar a comer tomate, porque, não sei se sabem, mas o tomate faz crescer muito o cabelo das meninas, é verdade! ;) Come praticamente de tudo, embora ande sempre à luta com os legumes (“não gosto disto, não gosto daquilo!”) mas, para “azar” o dela, o avô tem uma horta bem recheada, não tem grande hipótese de lhes escapar :D.
Ela é mais números do que letras, será genético (pai e mãe são da área das ciências)? Conhece as letras do nome dela e mais umas poucas, aprecia livros, mas o que ela gosta mais é de contar (“… 27, 28, 29, vinte e dez!”), andar a fazer perguntas tipo “Mamã, quanto é 50 mais 50? E 50 mais 70? E 40 mais 50?...”, pode estar nisto horas (já começam a perceber quando falo em teste de resistência?), e mais perguntas sobre as horas, quando vê um relógio de ponteiros. Associa que dois dedos de uma mão mais dois de outra é igual a um dedo mais três da outra mão, penso que tem bom cálculo mental, vamos ver. Não puxo nem incentivo para mais, deixo-a desenvolver-se ao seu ritmo e fazer as suas descobertas por ela.
Dei-lhe a conhecer um dos seus passatempos do momento, a “inténet”. Gosta de estar no MyScene a pintar umas unhas ou a pentear as bonecas e a comprar-lhes roupa, ou então a pintar uns desenhos do Ruca, até ver é pouco mais do que isto. Em três tempos, aprendeu a manusear o rato e já consegue desligar o computador sozinha, seguindo todos os passos como deve ser.
Sinto-a tão crescida em certos momentos que acabo, às vezes, por lhe exigir certos comportamentos que depois vejo que ela ainda não chega lá. “Afinal, ela só tem 4 anos!”, forço-me a lembrar-me disto muitas vezes, quando já estou a perder a paciência por ela não corresponder ao que espero dela. Por outro lado, há alturas em que sinto que ela me esgota, em que sou que não consigo responder a tanta energia, quando ela anda “eléctica”!
É muito meiga (“gosto tanto, mas tanto de ti, mamã!”), adora a irmã e o pai é o seu ídolo. Gosta de brincar com a bisavó e as primas, está sempre a querer fugir de casa para ir ter com elas. Fica toda feliz quando vai atrás do avô para a terra, aprender como nascem as coisas que lhe vêm parar ao prato e sujar-se de lama.
É a minha menina grande, a minha princesa… adoro-a, é o meu sol maior!

3 meses

Está uma menininha linda, a minha Mafalda. Cheiinha e grande, já não cabe só num braço!:( Ontem consegui que dobrasse o riso pela primeira vez, ao fazer-lhe uma palhaçada qualquer. Há lá coisa mais amorosa do que a gargalhada de um bebé?!
Está cada vez mais curiosa com as coisas que a rodeiam e não tira os olhos da televisão, fica fascinada! Derrete-se toda para o pai (mais uma menina do papá cá em casa!) e fica toda agitada ao ouvir a irmã, mas onde ela se consola é no aconchego do colo da mamã, de preferência a mamar. Neste mês e meio que falta para o regresso ao trabalho, vai ter que ir fazer uns estágios a casa da avó, para ela começar a conhecer-lhe as manhas. :)
Já chegou a dormir 8 horas seguidas de noite mas é só quando "o rei faz anos", normalmente faz 4 ou 5 horas, muito duro para a mamã, especialmente se continuar assim quando eu voltar ao trabalho! :P
É o meu bebé de (ainda) olho claro, o meu doce que afasta qualquer nuvem da minha cabeça quando a tenho nos meus braços e sinto o seu calor... o meu sol pequenino!

08 setembro 2007

Mais uma tarde bem passada...



... com amigos que não se vêem todos os dias, para comemorar o 1º aniversário da filhota da amiga C.. A Camila fartou-se de brincar e de comer, nunca a vi comer tanto bolo de aniversário! :) A Mafalda dormiu uma bela sesta o que permitiu à mamã pôr alguma conversa em dia. Um belo dia!
Posted by Picasa

07 setembro 2007

A ecografia...

... à anca da Mafalda foi ontem. Ela portou-se lindamente, esteve sempre quietinha a olhar para o monitor (o fascínio que ela sente por tudo é que é televisão ou similar!). Felizmente, a médica radiologista disse que está tudo bem formado, não encontrou nada de anormal. Disse que, até aos 3 meses, os click's que os médicos detectam durante a manobra de rotação da anca têm duas razões, ou porque há realmente algo de errado ou porque ainda está tudo muito maleável e tenrinho e, às vezes, pode acontecer. Se persistir aos 4 ou 5 meses, terá que ser novamente avaliada. Espero que não, que tenha sido um click "esporádico". Depois desta conversa, fiquei a achar, e vou dizer-lho, que o médico foi um pouco precipitado em mandar fazer já o exame, podia ter esperado pela consulta dos 4 meses. É que, além da ansiedade que criou, acresce o facto do exame não ser comparticipado pelo SNS e ter pago 42 € para o fazer, que, eventualmente, poderei ter que voltar a pagar daqui a uns tempos outra vez. Não é pelo dinheiro, claro, mas espero mesmo, mesmo que não, foi um alívio ouvir que estava tudo bem com a minha pequenina!

04 setembro 2007

Sou só eu...

... ou há aí mais alguém que não pode ouvir aquela do "Tenho que virar a minha vida de pernas pró aaar..."? Xiça, é que é irritante e ainda por cima fica no ouvido, que nervos!

Afinal,...

... a constipaçãozita transformou-se em febre, dores no corpo, diarreia e vómitos, uma virosezita amiga :S. Hoje já me sinto melhor mas ontem não me segurava em pé com tanta dor de cabeça! A Camila já andava com diarreia há dois dias, mas felizmente está a passar, eu é que apanhei com o bicharoco forte e feio. Acho que a Natureza está a falhar comigo: se eu estou a amamentar, se tenho um bebé a depender de mim e tudo o que me afecta pode afectá-lo, porque é que tenho ficado tantas vezes doente desde que a Mafalda nasceu?! O que devia ser era ter ganho super-poderes, isso é que era!

02 setembro 2007

Bela tarde,...

... ontem, em casa da amiga M., a Camila a disfrutar da nova piscina e a Mafalda a receber o seu primeiro galanteio da parte do A., o meu afilhado mais recente :).

Eu, que nem molhei o pézinho, ganhei uma bela constipação, pingo do dariz e muidos espirros! Enfim, estou uma autêntica flor de estufa! :S