27 março 2008

Comentário da Camila...

... ao anúncio da Vodafone com o fulano a fazer "música" só com a boca:

"Como é que ele muda de camisola tão depressa?!"

Observadora, não?! :))

Oferece-se:

um saco que tenho ali na despensa com 3 ovos de chocolate grandes, 6 ovos Kinder com surpresa, 2 caixas de barritas Kinder, dois pacotes de ovinhos de chocolate, um pacote de gomas e 6 pacotes de amêndoas!
A minha dieta agradece :) !

26 março 2008

Estou...

... há duas semanas e meia em casa e, pelo andar destes últimos dias, começo a achar que até era capaz de me habituar a esta vidinha caseira. Ando espantada comigo, estou em casa todo o dia com as miúdas, não tenho saído para não apanhar frio, e ainda não tive nenhuma crise de stress, daquelas cheias de nervos e gritos... estranho!

(por outro lado, acho que isto espelha bem a frustração que sinto neste momento com a minha vida profissional :S, tenho que me mexer para mudar alguma coisa no emprego, ah pois tenho...)

25 março 2008

Passa hoje um ano...

... sobre a partida do meu avô. A saudade está sempre presente, claro. Tenho conseguido manter a sua lembrança na memória da Camila, hoje falámos dele e fomos levar-lhe flores "ao sítio onde está a fotorgafia dele". Ela já tinha ido uma vez ao cemitério com o pai, ver a fotografia da "mãe do papá" (nunca chama avó, é natural, nunca a conheceu como isso). Hoje, queria levar a irmã porque "a mana não conhece o avô Zé, mamã, temos que mostrar-lhe a fotorgafia!", eu disse-lhe que era melhor não, estava frio e tal, que, um dia, quando a mana perceber, ela conta-lhe quem era o avô Zé e como é que ele brincava com ela e mostra-lhe as fotos dele. "Tá bem, mamã, eu expico-lhe quem é o avô Zé!". Espero mesmo que as lembranças se mantenham vivas o suficiente para isso...

24 março 2008

Já começa...

Cenário: as duas em cima da cama grande do quarto da Mafalda, onde se encontrava um guarda-chuva em miniatura do Nenuco da Camila, que a Mafalda prontamente agarrou, achando piada ao objecto. Começa então a "guerra", com a Camila a tentar tirar o guarda-chuva à irmã e ela logo a gritar em resposta à tentativa.
Eu:"Camila, deixa agora a mana brincar com isso!"
C:"Mas eu também quero brincar!"
Eu:"Tu não ligas nada a isso, é só porque a mana o tem na mão."
C."Mas ela já o tem há muito tempo, agora sou eu que quero segurá-lo!"- mais uma tentativa para o roubar da irmã, mais um grito de voz grossa da pequena.
Eu:"Pára com isso, Camila, daqui a pouco ela esquece-se disso e podes brincar à vontade."
C:"Mas daqui a pouco eu não quero, queria brincar agora!"
e etc, etc.
E isto é só o princípio, só uma é que sabe falar, nem quero pensar quando forem as duas a fazer queixinhas, ó céus! :S

22 março 2008

Páscoa Feliz!

Posted by Picasa

20 março 2008

Depois de pensar muito...

... neste meu dilema, comecei a prestar mais atenção aos pequenos desejos dela, porque raio teria eu que dar uma graaande prenda? Para, no ano que vem, ter ainda mais problemas para me superar?! Às vezes, são as pequenas coisas que nos fazem mais felizes, e foi neste pensamento que peguei para escolher os presentes da Camila.
Há meses que ela dizia que queria um despertador, que queria ver as horas de noite (sabe lê-las mas não entende ainda bem os minutos, não tem a noção do tempo) e que queria acordar sozinha com o despertador. Há semanas que andava a pedir um rolo de fotografia para pôr numa máquina fotográfica antiga do avô, com a qual anda lá em casa sempre a fingir que é fotógrafa e eu dizia-lhe que não, que não havia rolos para estragar. Há uns dias, tinha pedido uma mesa para a Casinha da cave.
Pois então... recebeu um despertador com projector das horas na parede, acha um piadão àquilo, ouve o rádio e todas as noites, antes de sair do quarto dela, tenho que ver se as horas estão bem projectadas na parede à frente da cama, para ela ir vendo até adormecer. Recebeu um rolo de fotografias que eu ainda tinha guardado, embrulhei-o num monte de papéis para fazer um grande embrulho :D, e recebeu uma mesa e cadeiras de plástico para mobilar a sua Casinha, tudo prendas simples que lhe deram muita satisfação!

As prendas para o pai...


... foram duas camisolas, uma feita na escola pela Camila, com a impressão das suas mãos e (grandes) pés e a outra com uma foto das duas impressa à frente, com a frase "As meninas do Papá" (não foi muito original, mas a pouca disposição e a clausura em casa não deram para mais). Ele gostou, claro, quem não gosta de receber miminhos?!

19 março 2008

Quanto a doenças,...

... eu estou a recuperar, já consigo respirar melhor e tenho menos tosse, mas ainda não meti o nariz fora de casa com medo disto recair, o médico assustou-me um bocado. A Mafalda é que está mais demorada para ficar melhor, ontem os meus pais levaram-na ao Centro de Saúde para ver se lhe receitavam outro antibiótico porque ela já não podia nem cheirar o que andava a tomar, dava-lhe logo vómitos. A médica, depois da auscultar, achou melhor que ela fosse vista por um pediatra no Hospital. Fez uma cartinha e, depois do almoço, lá foi a minha mãe e o F. ao Hospital. O pediatra que a viu disse que ela não tinha nada que justificasse o antibiótico e que estava com uma bronquiolite ligeira, continuar com Ben-u-ron, em caso de febre, e o Onsudil. Hoje está muito ranhosa e ainda tem muita tosse, decidi levá-la à pediatra da Camila logo à tarde, para ter outra opinião sobre isto e sobre outras coisas, como o perímetro cefálico dela, o peso, etc.
Come muito mal, a hora da refeição é difícil. Ainda para mais quando ela decide que tem que espirrar ou tossir quando tem a boca cheia de sopa :S.

O Pai cá de casa...

... é um grande Pai, não me enganei quando o escolhi para ser o pai das minhas crias ;). Faz tudo o que eu faço às filhas, excepto dar mama e cortar as unhas. Levanta-se de noite quando elas dão sinal, às vezes nem dou por ela. Já foi à pediatra sozinho com a Camila várias vezes. Tem muito mais paciência do que eu, raramente chega ao seu limite. Anda sempre muito cansado porque trabalhar de turnos não é fácil, mas tem sempre um miminho pronto a dar às suas meninas. Tem uma foto delas no wallpaper do telemóvel, fala delas aos amigos, todo babado. Por tudo isto e muito mais, obrigada por seres o melhor Pai que as nossas filhotas podiam ter! Feliz Dia do Pai!

17 março 2008

Com tudo isto,...

... vimo-nos obrigados a cancelar a festa de anos da Camila, com muita, muita pena minha porque a minha menina merecia ter uma festa grande. Vieram só as duas amiguinhas da escola que ela tinha convidado e o priminho D., para inaugurar o novo espaço de brincadeira que criámos para ela na cave, a Casinha! Voltei a ter o meu escritório de volta e ela tem mais espaço e liberdade para brincar.
Cantámos os parabéns com os avós, bisa e padrinhos e fez-se assim a festa. No final do dia, ela disse que gostou, teve brincadeira e isso é o que mais importa!
A Mafalda não escapou a uma amigdalite, na sexta à noite o F. e a minha mãe levaram-na a arder em febre a um médico que tem consultório aqui perto de casa. Estava com uma tosse rouca e a febre começava a subir em força logo duas horas depois de levar o Ben-u-ron, o diagnóstico foi então amigdalite. O pai também veio corrido a antibiótico para atacar a gripe que estava a começar. Ela tem andado murchita, é um desespero para a fazer comer qualquer coisa e tomar os remédios, tem desculpa porque o antibiótico é intragável, coitadinha, misturo os 5 ml que ela tem que tomar num boião de fruta e, mesmo assim, nota-se o sabor, blarghh! Hoje já não tem febre e anda mais risonha, mas ainda muito chatinha, só quer é colo. Desde sexta que diz, com a vozinha de doente, uns mamã's que me derretem o coração e não resisto a dar-lhe todo o colo que posso...
... que não devia ser muito, porque eu também ainda não estou boa nem perto. Hoje voltei ao médico e, depois de me auscultar, achou isto "muito cru", deu-me duas semanas de baixa e mais uma caixa de antibiótico. Na sexta, fiz um raio X ao toráx, onde a pneumonia não é vísivel, mas ele diz que é normal porque estava mesmo no início. Continuo com muita tosse mas já com menos dificuldade em respirar, felizmente.

14 março 2008

A Mafalda começou hoje com febre e uma tosse ainda ligeira, só espero que não avance mais. Era impossível ela escapar, com tanto vírus à solta aqui em casa! :(
Princípio de pneumonia. É uma das complicações possíveis da gripe, com 1 % de hipóteses de acontecer. Sou uma gaja cheia de sorte! :((

13 março 2008

Post com bolinha vermelha

Inspirando-me na querida CK, que tantas vezes me leva às lágrimas de tanto rir, aqui fica o meu desabafo:

FDP de gripe, PQP, não tenho memória duma coisa igual, da tracinho se!!!

12 março 2008

9 meses

Na segunda-feira também foi dia de "mêsário" da Mafalda, 9 mesitos! Ontem fomos à consulta de rotina ao Centro de Saúde, fiquei um pouco preocupada porque, em dois meses, a Mafalda só aumentou 530 g, quando andava a aumentar 400 e tal por mês, baixou um pouco no percentil. Ela até tem comido bem, tem umas pernocas gordinhas, não sei porque é que aumentou tão pouco! Pesa 7530g, mede 69 cm e 45,5 cm de perímetro cefálico (quase no percentil 90!). O médico disse para não me preocupar muito com o peso, o que ele considera importante é o Índice de Massa Corporal (relação peso/altura), e esse tem-se mantido constante. Quanto à cabeça, para não me preocupar com isso que logo estabiliza. Não sei, acho que vou levá-la à pediatra onde vou com a Camila para ter outra opinião... De resto, está uma Mafarrica completa! Traquinas, refilona, tem cá um géniozinho quando não lhe fazem as vontades, onde chega com as mãos é para ferrar as unhas, mas depois dá uns sorrisos que ninguém resiste e só dá vontade de a comer com beijos!
Esta é a "cara feia" que faz agora, enrruga o narizito pequenino e mostra a gengivola de cima, parece uma macaquita, só rir! Está linda, a minha mais pequena.
Obrigada pelas felicitações. Não foi um grande dia, o dia de aniversário. A Camila já andava com febre desde sexta à noite, depois começou a tosse, havia já vários meninos da escola na mesma situação. Na segunda-feira, não estava em condições de ir para a escola mas ía ficar desgostosa se os amiguinhos não lhe cantassem os parabéns e então fomos lá à hora do lanche com o bolo. À tarde, fomos à pediatra, belo programa para dia de anos, né?! Observou-a e lá veio o veredicto: virose e uma bela constipação. Não receitou mais nada além do que eu já lhe andava a dar e aproveitámos para fazer a "revisão" dos 5 anos. Pesa 18,1 kg e mede 112,5 cm, está uma grande, a minha princesa maior!
Entretanto, nesse dia à noite, comecei eu com arrepios e espirros, a chocar uma como eu já não me lembrava de ter. Tenho tido muita febre e tosse, hoje é o meu segundo dia no choco. Só espero que isto passe depressa porque tenho que preparar uma festa para 30 e tal pessoas no domingo e tenho muito que fazer!

10 março 2008

Parabéns, minha Princesa!


09 março 2008

Faz hoje 5 anos...

... também era domingo, estava eu com 37 semanas e 5 dias da minha primeira gravidez. Na sexta-feira anterior, tinha ido ao hospital fazer o primeiro CTG e a minha médica aproveitou para me fazer uma "maldadezinha", para ver se a coisa se punha em andamento, mas não me explicou nada na altura. No sábado, fartei-me de fazer arrumações porque tinha 10 pessoas a jantar cá em casa. A meio da tarde, vou à casa-de-banho e noto um corrimento raiado de sangue, estava a perder rolhão mucoso. Ligo à minha médica e ela explica-me então que era consequência do que me tinha feito no dia anterior, para não me preocupar. Tive um grande jantar com amigos, muito riso e boa disposição, um serão óptimo.
No domingo de há cinco anos atrás, acordei bem disposta mas cansada, coloquei mais umas coisas na mala e fui almoçar a casa da mãe. Estava um lindo dia de sol e calor mesmo, o F. estava de folga mas nem saímos de casa, passei a tarde na varanda a descansar. Cerca das 18:30, fui à casa de banho, faço o meu xixi e, quando dou a tarefa por concluída, reparo que continua a sair um fiozinho de líquido. "Mau! Estou assim tão incontinente que nem me sinto?! Hum, cheira-me que há aqui fuga...". Avisei o F. que talvez tivéssemos que ir para o Hospital entretanto. Esperei mais um pouco para confirmar, acabei de fazer a mala para levar porque sabia que ficaria internada se fosse perda de líquido amniótico.
Saímos de casa sem avisar ninguém, não queríamos sobressaltos e lá fomos ao hospital. Por acaso, a minha médica estava de serviço à Urgência e foi ela que me atendeu. Assim que me observou, saiu um jorro de água e confirmou-se a ruptura da bolsa mas só 1 cm de dilatação e sem dores. Deu-me a escolher: começar logo a indução ou esperar durante a noite que as contracções começassem por si. Decidi esperar, dar tempo à Natureza. Despedi-me do F. com uma lagrimita de receio mas também de alegria, o nosso bebé vinha a caminho, mas não valia a pena ele passar ali a noite porque ía demorar.
Posso dizer que dormi bem, mesmo tendo o CTG sempre colado a mim. Às 9 da manhã de segunda-feira, faz amanhã cinco anos, a dilatação mantinha-se no 1 cm e nada de dores, a médica aconselhou a indução por estar à umas boas horas com ruptura de bolsa e lá começámos o processo. Às 10:30, comecei a sentir umas moínhas, que passaram depois a dores mais fortes e fui fazendo as diferentes respirações que aprendera na preparação para o parto, concentrando-me com toda a força que conseguia, tentando que o meu corpo dominasse a dor. Em nenhum dos meus dois partos tive medo da dor, acho que por isso correram tão bem, recebi bem a dor porque era essa dor que ía ajudar-me a ter o meu bebé nos braços, estava sempre com essa pensamento na cabeça.
O F. chegou perto das 13:00, todo acalorado porque estava um dia quente, 25ºC, já eu estava com fortes contracções. Ajudava-me a levantar a perna em cada contracção para facilitar a dilatação, porque eu estava tão concentrada na respiração que não conseguia comandar a perna ao mesmo tempo. Entretanto, veio "aquela" vontade de fazer força, ele chamou a enfermeira que viu que estava na hora, andor para a sala de partos. Não sei bem como é que consegui transferir-me para a marquesa, dei dois ou três puxões e o meu bebé, do qual não sabíamos o sexo, saiu. A enfermeira-parteira esclareceu-nos logo: "É uma rachadinha!" Que alegria, o meu tesouro mais precioso estava ali, sobre a minha barriga, ao escrever isto estremeço por reviver a emoção que senti naquele momento! Vi os pés primeiro, depois a cara e logo a levaram para a vestir. Naquela sala de partos, nasceu a minha Camila e nasceram uma mãe e um pai, que já a amavam e passaram a adorá-la ainda mais, um amor que tem vindo a crescer todos os dias neste cinco anos que se completam amanhã.

( a última foto da minha barriga, já ao pé da mala, mesmo antes de sair de casa)

08 março 2008

Vida no campo...

Sementeira da batata.
A Camila fez pose para as fotos mas entretanto cansou-se e preferiu ir fazer bolinhos de terra e pedrinhas. No fim, estive vai não vai para a levar a um casting para os anúncios daquele detergente que diz "É bom sujar-se!" :))

06 março 2008

Apetecia-me...

... mudar o aspecto aqui desta casinha, mas não aprecio nenhum dos outros templates que o Blogger oferece. Alguém sabe se existem sítios com templates diferentes que se possam importar para aqui? É que eu sou mesmo naba nisto.
Ando a bater mal da "caixa da fruta", como diz um tio meu, devido ao sono acumulado! Hoje de manhã, o F. encontra um pacote de massa na gaveta onde guardo os capachos dos tachos, "arrumei-o" lá ontem, provavelmente achei que estaria melhor lá do que na despensa, não me lembro. E todos os dias em que vou levar a Camila à escola me acontece isto: no caminho para o trabalho há um cruzamento com má visibilidade e que, por isso, tem um espelho, eu vou andar bem, olho para o espelho e "ai, que vem lá um carro!", travo e percebo então que o carro é o meu, isto todos os dias! Estou lerdinha de todo...

Estou em choque...

... com esta notícia! Qual a moça da minha geração que não sonhou com este senhor ao vê-lo no "Dirty Dancing" ou na série "Norte e Sul"?! Que triste...

05 março 2008

Ontem soube que uma colega de faculdade está na sua terceira gravidez... e são gémeos! Penso tanta vez que isso também me pode acontecer um dia, se embarcar numa terceira aventura... e o engraçado é que, intimamente, essa perspectiva não me assusta grande coisa. Devo ser o que se chama de "inconsciente", não é?! :))

Quando escrevo pouco aqui...

... é porque ando a pensar muito, a pensar tanto que a escrita não acompanha o ritmo. Pensar sobre o quê?! Pois... sobre tudo e sobre nada, é um pensar tolo, do qual, às vezes, não descortino nenhum ganho para a minha pessoa. Mas este cérebro gosta de ter estes momentos de divagação e ele é que manda, tenho que me sujeitar à sua vontade...

03 março 2008

Só falta uma semana...

... para uma mão cheia! Já pedi o dia de férias para o passar com ela, levar-lhe o bolo de manhã à escolinha e, à tarde, fazer um programinha bom com a minha princesa maior, abraçá-la e beijá-la muito, como nesse dia há 5 anos atrás!
Quando chego a um domingo à noite em que vejo tanta coisa fora do lugar, tanta tarefa que ficou por fazer no fim-de-semana, o monte da roupa para passar já formado, a substituir o que "exterminei" na 6ª à noite, o meu jardim a gritar por atenção... ai, que saudades me dá do tempo em que vivíamos os dois num pequeno T1, que se limpava numa manhã de sábado (ou melhor ainda, o marido limpava a maior parte à sexta à tarde, se estivesse em casa) e me sobrava, pelo menos, um dia e meio para fazer o que me apetecesse!!!