29 junho 2010

Notas finais do 1º ano (aguentem-se que isto hoje é só baba!)

Hoje foi dia de ir buscar a avaliação do 3º período. A Camila termina o 1º ano com uma apreciação global de Satisfaz Muito Bem e uma proposta para o quadro de mérito do agrupamento. O que tem a melhorar é a organização e a apresentação dos trabalhos, de resto tudo 5 estrelas! Fiquei contente por saber que vai manter a mesma professora e esta também está contente, é a primeira vez, em oito anos, que fica dois anos seguidos na mesma escola. Eu abri a boca de espanto e ela ainda me disse que tem colegas com 20 anos de serviço que nunca conseguiram isso, por este prisma, a vida de professor não é fácil.
Estivemos a ver as fichas de avaliação e é impressionante a quantidade de erros que a Camila dá por pura distracção. A professora diz que o pior castigo para a Camila é corrigir a ficha ao pé dela, vê que ela se apercebe do que tem mal antes de ser corrigido, porque a vê pôr as mãos à cabeça e a fazer caretas. Disse-me que a táctica dela nos últimos tempos era: vinha sorrateira, com a ficha na mão para entregar e perguntava se a professora ía corrigi-la ao pé dela. A professora respondia que "Sim, claro!" e ela dava dois passos em marcha-atrás, a dizer "Ah, então se calhar é melhor eu ver isto outra vez!", tão safada! Nas actividades extra-curriculares, que não contam para nada, teve tudo bom a Expressão Dramática (tudo o que meta música e teatro é com ela!), na Actividade Físico-Desportiva esteve bem no comportamento mas tinha um "Revela Pouco" na participação e interesse, sai aqui à mãezinha.
Cheguei a casa e dei-lhe os parabéns, elogiei-a pelo bom desempenho, sem esquecer que temos coisas a melhorar para o ano. Agora vou ter que lhe dar a prenda que lhe tinha prometido para o final de ano, umas aulas de pintura em tecido numa lojinha de artes (ficou fã nas férias da Páscoa quando esteve lá uma tarde a pintar uma fralda para oferecer à priminha S.), ela merece! :))

A minha bailarina grande...


... teve mais um espectáculo de fim de ano da escola de dança no domingo passado. Deu para perceber uma grande evolução do grupo dela, com coreografias mais elaboradas, já sem tiques e toques de meninas pequeninas. E fica tão grande com os fatos que usou, parecia ter já 10 ou 11 anos! Fico toda babada ao vê-la no palco, claro, dá-me vontade de dizer a toda a gente "Aquela é a minha filha!" mas já não choro, como nas primeiras vezes. Na verdade, até chorei, emocionei-me com uma dança executada pela professora e que ela dedicou à mãe, que está em fase terminal. A música tinha uma letra muito bonita e a interpretação dela tocou-me profundamente. Para o ano, se a Mafalda entrar em Setembro, aí é que vai ser um vê-se-te-avias de kleenex's do espectáculo! :)

24 junho 2010

Ontem ainda consegui ir numa corrida (foi mesmo uma corrida, fazer 70 km em... bem, não vale a pena dizer, foi rapidinho, vá) conhecer a pequenina S., mesmo antes do final do horário de visitas. As primas Camila e Mafalda foram conhecê-la durante a tarde com os avós. A Camila ficou babadinha, claro, já só pergunta quando é que lá voltamos. A Mafalda, segundo o relato, ficou mais reservada, olhou muito séria e não teve nenhuma reacção efusiva, mal falou com a titi. Foi o efeito novidade e, à noite, apercebi-me que ela deve ter ficado confusa com a situação quando a ouço a dizer-me: "A titi tem outra coija na baíga, tem a baíga gande!". Na cabeça dela, ao tirar a prima da barriga, a titi voltaria de imediato à imagem pré-gravidez, penso eu (era bom que assim fosse, era!).


E estes são uns olhitos pequeninos com 12 horas de vida e já tão curiosos para conhecer o Mundo! Como diziam por aí há uns tempos, há coisas fantásticas, não há?! :)

De vez em quando,...

... apanhamos pequenos choques que nos fazem ter a percepção de que estamos a envelhecer, que o tempo passa sem piedade. Quando uma teenager nos diz que tem 15 anos e nós lembramo-nos tão bem de ter 15 anos e, fazendo as contas de repente, vemos que isso já foi há 20 anos! Quando ouvimos um filho a ler as primeiras palavras e percebemos que já não é aquele recém-nascido que apareceu há 6 anos na nossa vida! Mas um choque valente é vermos o nosso irmão mais novo, o puto, transformado em pai! É uma trolitada na cabeça que sim senhor! :)

(estou velha, velha!)

23 junho 2010

E hoje o céu é mais azul,...

... o sol brilha como nunca, as flores têm as mais lindas cores e os pássaros nunca cantaram tão bem... porque hoje nasceu a S., a minha primeira sobrinha, e não caibo em mim de alegria! :))

18 junho 2010

E hoje é o último dia de aulas, yeahhh!

Acabam-se as manhãs stressantes a empurrar a Camila pela casa para se despachar, viva!
E acaba com uma boa notícia! Hoje de manhã, conversei um pouco com a professora que me disse que vai propôr um aluno de 1º ano e outro do 2º para o quadro de honra do agrupamento, e do 1º vai ser... a Camila! Muita baba, eu sei, eu sei! :)
A notícia não tão boa é que, apesar de ter sido colocada aqui por 4 anos, está em risco de não continuar devido ao possível encerramento de uma escola do agrupamento, o que implica uma reorganização do quadro de pessoal. Tive pena dela, há 8 anos que anda a saltar de escola em escola, no ano passado "ofereceram-lhe" 4 anos de estabilidade que agora lhe podem ser retirados... Mas ainda não há uma decisão final sobre o encerramento da escola, ainda tudo pode correr bem e ela ficar, o que eu me agradaria porque gostei dos métodos dela e vê-se que é interessada pelos miúdos.

Pois, acaba a escola mas... vai começar o marítirio do:
"Não tenho nada para fazer!"
"O que é que eu faço em casa da avó?!"
"Tou farta de brincar com a mana!" ou, quando lhe ataca a dupla personalidade, "A mana não quer brincar comigo!"

Haja paciência! Felizmente, o pai vai ter uma semaninha de férias já no início de Julho, espero que o tempo se componha para poder sair com as filhas para a praia, está mais que na hora de vir um calorzinho!

15 junho 2010

Hoje encontrei o meu colega de trabalho que perdeu a namorada num acidente na semana passada. Afaguei-lhe o braço e o seu ar de perdido deu-me um nó na garganta, mas disse-me que estava bem. Falámos um pouco de coisas do dia-a-dia, no meio da conversa, ele mencionou-a com naturalidade, sereno, falou do cheesecake que ela fazia... Numa situação destas, os pequenos detalhes devem parecer fragmentos deixados para trás da pessoa que foi embora. E lembrá-los será uma maneira de manter viva a lembrança...

Ontem, foi o batismo da priminha B.,...


... uma bela festa, e conseguimos juntar os 5 pequenos da 2ª geração de primos para uma (muitas!) fotos! Nestes momentos, nunca consigo deixar de imaginar a alegria que a minha avó, a Ti Gracinda, teria ao ver estes 5 rostos e ao pegar nestes 5 pares de mãos. E às vezes, enquanto imagino isso, até consigo ouvir a sua gargalhada como barulho de fundo...

Do aniversário da pequena...

... ficam estas imagens:




O bolo, feito por "moi même" (excepto o Mickey e a Minnie, claro, são em biscuit), a minha primeira experiência com pasta de açúcar, que até não correu mal de todo;





A aniversariante com o seu maillot e "sabinas", oferecidos pelos titios e que ela quis usar durante toda a festa, e o seu casal de gémeos que ganhou da bisa e da mana, os seus filhos, como ela lhes chama;



A sobrinha S., que é uma fofinha que ainda deixou a mamã vir ao aniversário da prima;

A casinha de brincar que a Mafalda adorou! Depois de desembrulhar o caixote e de ver o que era, tentei explicar-lhe: "Esta prenda é da mamã, do papá, do avô e da avó, 'tá bem?", ao que ela me responde logo: "Num é não, é minha!". Mai nada! :)

11 junho 2010

Felicidade é...

... ouvi-la dizer, depois de a deitar na cama, quando já estava à porta para sair do quarto: "Mamã, a mim gostei muito do meu paabéns (festa)!" acompanhado dum sorriso de pura alegria!
Compensa todas as horas na cozinha e as dores de braços, pernas e calcanhares que tenho hoje! :)

10 junho 2010

3 anos...


... da minha doce menina que eu tanto queria manter bebé, como aquele bebé que saiu disparado do meu ventre há 3 anos, cheio de pressa de ver o Mundo. Em nenhuma palavra cabe todo o amor que te tenho, minha princesinha pequenina. Parabéns e cresce feliz, como tens crescido até agora!

09 junho 2010

Hoje, mais uma vida jovem, a namorada de um colega de trabalho, foi ceifada pela estrada. Tão injusto para ela, tão injusto para o M., que é tudo de bom e de porreiro... Porquê?! :(

08 junho 2010

Ainda faltam mais de 24 horas...

... para o dia M, mas a rapariga já não se aguenta! A toda a hora: "Compáste uma penda pa mim? A mim faz Paabéns!". Amanhã fico por casa para começar a preparar os comes e bebes e, simultaneamente, mentalizar-me de que a minha bebé já vai fazer 3 anos!

(Para quem tiver curiosidade, dia 10 do Panda às 09:29, 14:00 e 19:02)

Ora avaliem lá, por favor,...

... se eu estou a precisar de tratamento psiquiátrico! Ultimamente, quando estou a transferir as compras do carrinho para o tapete da caixa, no supermercado, sinto uma necessidade sem explicação de colocar as coisas seguindo uma ordem, os lacticínios todos juntos, as mercearias todas juntas, as frutas e legumes todos os juntos, meti na cabeça que assim arrumo as coisas mais depressa em casa... pareço uma doidinha a organizar o tapete! Mais alguém sofre disto?! Acho que há coisas piores mas ainda hoje me aconteceu e acabo por me irritar porque não me parece muito normal mas é mais forte do que eu!

Trata-te, melher!, é o que vocês estão a pensar. :D

Muito bem (clap! clap! clap!), ...

... parabéns à meninas que acertaram, é mesmo língua (AEnima, podes deixar de reter a respiração, lol), estou a ver que não sou a única a ter uma "espanhola" em casa! :))

05 junho 2010

Dou um doce a quem adivinhar o que é...

... "gulinga", Mafalda dixit!

04 junho 2010

Ouvimos o apelo...

...e lá fomos, numa escapadinha, ajudar a Madeira, in loco! Estendemos o fim-de-semana passado até terça-feira e fomos, os 4, descobrir os encantos da ilha em 4 dias. Alugámos um carro, o que nos permitiu dar uma volta à ilha e ficar com uma pincelada geral, só gostaria de ter tido mais tempo para passar uma tarde na praia da Calheta, a única de areia que encontrámos, e que tinha um mar tão quentinho e convidativo! Ainda vimos alguns vestígios da tromba d'água, especialmente em Serra d'Água, uma coisa arrepiante. O Funchal surpreendeu-me, uma cidade grande e animada, não esperava que fosse assim. É uma ilha bonita, com as suas escarpas, as baías onde crescem as principais vilas, o seu verde e o colorido dos agapantos pela borda das estradas, vale a visita.



Lindo, lindo (para mim, claro!) foi a visita a um orquidário no dia da partida, não apanhei muitas orquídeas em flor (estavam lá centenas, sem exagero!) mas deu para ver belos exemplares, entre os quais uma rara orquídea negra, e tirar muitas fotos.