22 novembro 2010

Isto do Facebook tem a sua graça...

... mas também tem situações que "balha-me" Deus! Pois não é que uma colega de turma do 5º ao 9º ano, da qual eu era inseparável, éramos daquelas amizades, julgava eu, para a vida toda, que se afastou de mim quando nos separámos ao ir para o secundário, apesar de todas as minhas tentativas frustradas para manter a nossa amizade, tão preciosa para mim, e que, ao fim de vários anos, eu deixei cair porque vi que não valia a pena insistir mais, vem agora "dizer-me" pelo Facebook que quer ser minha "amiga"?! Acho que vou pedir aos senhores do Facebook para criar o botão "Se fosses mas é à merdinha!", para não a deixar pendurada sem resposta, como ela me deixou tantas vezes!
Ando envolvida numa onda de nostalgia em relação à minha infância e adolescência, por culpa da "Caderneta de Cromos" do Nuno Markl e dos 25 anos da escola preparatória que fui inaugurar quando passei para o 5º ano e que disponibilizou agora as fotos dos livros de ponto da altura no Facebook, tem sido um fartote de relembrar velhos colegas e episódios da vida escolar.
Ao ler o livro da "Caderneta" ou ao ouvir a rubrica na rádio, pela manhã, não contenho as gargalhadas e os "ei, pois era!", "ui, que fixe/mau, era mesmo assim!". Uma manhã destas, a Camila, ao ouvir-me rir no carro, a caminho da escola, diz-me:"Estás a rir-te de quê?! Não percebo nada do que eles dizem!". Imediatamente pensei, com alguma pena:"Não percebes nem nunca vais perceber!"
Ao ritmo que as crianças de hoje vivem, com o volume de informação que absorvem todos os dias, uma "Caderneta de Cromos" daqui a 20 ou 30 anos não fará sentido. O facto de terem tudo no imediato, não andarem meses a suspirar por "aquele" brinquedo especial, terem vários canais de desenhos animados com dezenas de séries em simultâneo quando, na minha altura, era "aquela" série que não se podia perder nem um episódio, sob pena de nunca virmos a saber o que se tinha passado... Lidam com tanta coisa que eu, em pequena, nem sonhava que pudesse vir a existir! Por exemplo, há umas semanas pus a Mafalda ao computador a jogar uns joguinhos de colorir e de sons de animais no site dos Little People, em que só tem que clicar com o rato. Voltou a jogar mais uma ou duas vezes e, sábado passado, fiquei de boca aberta ao ver a mestria com que ela domina o rato e como já consegue mudar de um jogo para outro. Tem 3 anos! Eu toquei num rato de computador pela primeira vez aos 13 ou 14 e primeiro que conseguisse dominar a "fera" a passarinhar pelo monitor, upa, upa! As minhas filhas estão 10 ou 15 anos avançadas em relação a mim com a mesma idade e acho isso bom, no geral. Mas não deixo de questionar-me sobre que memórias, daquelas deliciosas que nos deixam a suspirar de saudades, conseguirão elas guardar da sua infância ou adolescência...

16 novembro 2010

Lindo de ver,

a Mafalda com a priminha S. ao colo a cantar-lhe uma cantiguinha da escola com a voz mais angelical deste mundo! :-)



O calacol tava a choár
Não havia xol pa podê bincar
Tava a chovê, não podia xair
Foi para caxa e pôs-se a domir



Ao outo dia ao acodar
Com os pauxinhos postos no ar
Veio à xanela e viu o xol
Já pod'ir bincar, o xinhô Calacol!

(fui revirar a Arca, há 4 anos atrás, a Camila cantava a mesma música)

08 novembro 2010

e-Mimos

Ontem criei um endereço de e-mail para a Camila (tão estranho, a pirralhita já tem e-mail!). Registei os endereços das pessoas que ela conhece na lista de contactos, avisei-a para não abrir e-mails que não fossem dessas pessoas sem me mostrar e ensinei-a a enviar e a ler os e-mails. Quis logo mandar mensagens a todos, até mandou mais do que uma à mesma pessoa. Volta e meia, vinha ao computador verificar se alguém lhe tinha respondido, ficou tão contente com o seu primeiro e-mail, vindo do pai, que estava a trabalhar! Para mim, mandou-me um "Gosto muito de ti!" e um "Tu és linda!", hoje repetiu o "Gosto muito de ti!", que mails deliciosos de se ler!:-)

04 novembro 2010

Destas mãos,...

... vão saindo uma experiências engraçadas,como é o caso do outfit que a Mafalda estreou no Dia do Bolinho:

O tricot já não era novidade mas o gorro em crochet foi mesmo a primeira vez e não saiu nada mal, a pequena ficou toda contente!

02 novembro 2010

Pão-por-Deus, a desgraça!

Gomas, rebuçados, caramelos, barras de chocolate, ovos Kinder, bolos... dá-se um saco cheio, com uns bons quilos deste material, alguém quer? :-)

Fim-de-semana grande...

... cheio de visitas indesejadas: piolhos! :-(
Na Mafalda, na Camila... e em mim, blaghhhhhh! Foi horroroso, nojento, blhéc, muito blhéc, passei-me, nem posso falar nisso que começo a coçar-me toda. Penso que agora está controlado, após imensas horas a passar o pente metálico. A expressão "passar a pente fino" ganhou toda uma outra dimensão! Ó praga!