30 dezembro 2011

2011? Para mim, foi um ano em grande!

Eu sei que tudo o que nos rodeia transpira pessimismo e há situações de vida realmente graves, felizmente não tenho nenhuma próxima, mas, nesta fase da minha vida, não consigo tirar as lentes cor-de-rosa, ou melhor, azuis, da frente dos olhos. Estarei a enterrar a cabeça na areia, estarei a ser positiva de mais, será errado pensar que vai custar mas vamos conseguir dar a volta a isto? Neste momento, é assim que penso, devo estar toldada pelo efeito "recém-nascido ao colo", que afasta tudo o que é nuvem negra de perto de mim, mas é o que sinto. Em 2011 consegui concretizar um grande sonho da minha vida, que já perseguia desde 2009, que me custou muitas lágrimas de desespero mas que, entretanto, já me proporcionou tantos momentos de felicidade. Vai ser difícil criar 3 filhos nos anos que aí vêm? Pois é capaz de vir a ser, mas conto com todo o amor que nos liga aos 5 para nos ajudar a enfrentar as adversidades e fazer ver, aos olhos de cada um, o que é realmente importante.
Para 2012, apenas desejo saúde, para mim e para os meus, para vós e para os vossos, pois este é o bem mais precioso que dinheiro nenhum pode comprar. Feliz Ano Novo!

No dia 26...

... completámos 12 anos de casados, as bodas de seda. Conseguimos duas horinhas para almoçar a dois, desligar um pouco da criançada e confirmar que aquilo que nos levou a declarar perante Deus e o mundo que ficaremos juntos, de preferência para todo o sempre, não difere daquilo que nos une hoje, está ainda mais intenso e bem acompanhado pelo amor que temos aos nossos filhos.
Uma dúzia já está, venham mais e cada vez melhores!

24 dezembro 2011

Para quem por aqui (ainda) passa...

... e seus familiares, desejo um


23 dezembro 2011

Fico de coração cheio...

... de cada vez que ouço a educadora e a auxiliar do Jardim de Infância ou as monitoras do ATL comentarem como a Mafalda anda alegre, a irradiar felicidade por todos os poros, desde que o Francisco nasceu. Dizem que ela está ainda mais mimosa e que cresceu, está mais responsável porque, como ela diz sempre, "agora sou a mana mais velha do Francisco!". Eu também notei logo essa mudança mas é sempre bom constatar que ela não é visível apenas para os meus olhos de mãe, muuuito subjectivos! :-)

17 dezembro 2011

Um mês de Francisco...

.. e já quase nem me lembro de como era a vida sem estes 4 kg e picos de gente pequenina, quentinha, cheirosa, amorosa, fofa, tão tudo de bom!

12 dezembro 2011

Natal

Árvore decorada no dia 1, como sempre, este ano em tons de azul, a nova cor da nossa vida, e prata
Presépio montado aos poucos, conforme intruções da catequese.
Quase 100 % dos presentes comprados e embrulhados.
Já se pensa nas comezainas para a ceia.
Já se lamenta, de forma conformada, termos o pai cá de casa a trabalhar no dia de Natal.
Sem grande tempo disponível, ainda assim, já vai cheirando a Natal por aqui...

Há 4 anos e tal,...

... era assim.
Agora, um update da "colecção":

Onde se consomem as horas do meu dia:

04 dezembro 2011

Que bem que se dorme...



... na alcofa com os lençóis que eram da mãe, quase com 37 anos e ainda tão bonitos!

02 dezembro 2011

Reacções das manas

Esperava com ansiedade pelo momento da visita das minhas filhas na maternidade, no dia seguinte ao nascimento do Francisco. Elas chegaram junto a mim com os olhinhos brilhantes e sorrisos de orelha a orelha, abracei-as de fugida porque o que elas queriam era ver o mano. Ter os meus 3 filhos junto a mim foi uma emoção intraduzível em palavras, forte de mais. Aguentei as lágrimas firmemente até a Mafalda me mostrar o desenho da "nossa família" que tinha feito na escola:

"O papá, o Francisco, a Camila, eu e tu, mamã!", e o nome escrito pela mão dela "sem ajuda"! "E os meus amigos da escola cantaram-me os Parabéns, mas eu nem levei bolo nem nada!". Foi uma delícia ouvi-la relatar o dia excitante, a alegria em contar a boa nova a toda a gente, o que fez desaparecer o receio que me tinha assaltado umas semanas antes, quando ela amuava de cada vez que alguém lhe perguntava quando é que nascia o bebé. Até agora, o comportamento dela tem-se mantido o de sempre, não noto regressões, temos tentado que a rotina dela não se altere devido ao nascimento do irmão e tudo tem corrido calmamente. Há uns dias, fui levá-la à escola com o mano, ela ía tão feliz que nem se continha, a saltitar e a rir à gargalhada até à porta da escola. Lá dentro, toda inchada, foi chamar os melhores amigos para apreciarem o seu mano, com um sorriso que quase não lhe cabia na cara! :-)
A Camila é uma pequena mamã, uma boa ajuda, está sempre pronta a acompanhar mudanças de fralda, banhos, etc., a querer participar, muito ternurenta com o mano, um doce como só ela sabe ser! Fica toda vaidosa quando lhe digo que ele é parecido com ela em bebé e quando ele a olha, muito atento ao que ela lhe vai dizendo. Quer estar sempre com ele ao colo, volta e meia lá há uma disputa entre elas porque uma pegou mais do que a outra e "ontem foste tu primeiro a pegá-lo!", uma comédia!
Eu?... Eu delicio-me a ver estes "filmes", sentindo-me uma privilegiada por poder acompanhar o crescimento desta relação entre os 3, na certeza que se manterá sempre forte e resistente a tudo, bem cimentada pelo amor de irmãos e fortificada pelo amor dos pais.

29 novembro 2011

Francisco

É um bebé calminho, só chora quando tem fome... e como ele tem fome! É o mais mamão dos meus 3 bebés, por vezes está mais de 20 minutos em cada peito, sempre a mamar, quando as manas despachavam o assunto em 10 minutos (espero que, desta vez, se confirme a teoria de qe a amamentação ajuda o corpinho da mãe a ir ao sítio, das outras vezes não se verificou... e o corpinho da mãe bem precisa!). À noite, faz, em média, intervalos de 4 horas, e já fez um de 8 horas, aos 8 dias, mas não se repetiu. Está todo a pelar, desde que nasceu, parece uma cobrinha a largar a pele. É um cusco, move a cabeça na direcção de cada ruído que ouve, olhando com insistência, como se tentasse perceber o que se passa. Faz umas expressões faciais muito cómicas, farto-me de rir a olhar para ele. É muito assustadiço, qualquer movimento em falso ou sensação que lhe falta o chão pode desencadear um choro histérico. Não aprecia muito o banho nem o acto de passar cremes no corpo e na cara, reclama sempre. Adormece sozinho, quando não adormece a mamar, e não gosta muito da chupeta, só raramente a aceita à primeira.
É o meu menino, o meu bebé já com cara de rapazinho, que me parece que vai crescer num instante, tenho que aproveitar ao máximo cada momento deste tempo mágico! :-)

25 novembro 2011

Cronologia de um dia especial

10:00 - Saímos de casa, eu e o pai, com a mala da maternidade no carro, não sem antes fazer as últimas fotos barrigão. Fomos ao cemitério colocar flores na campa da minha sogra, faria 69 anos neste 17 de Novembro que viu nascer o seu 3º neto.
11:15 - Chegamos ao consultório do senhor doutor, sem ter visto a sms que avisava que as consultas estavam atrasadas, entrei no consultório já depois das 13:00, mas nem isso me tirou a boa disposição que sentia: estava um lindo dia de sol, um lindo dia para se nascer! Depois de fazer o CTG, o médico observou-me e já tinha 1 cm de dilatação. Ele deu mais um "jeitinho" que não me magoou nada, estava à espera de pior, até pensei "Só isto?! Às tantas, nem vai fazer efeito!". Saímos do consultório com a recomendação de ligar a comunicar a evolução do processo.
14:30 - Caminhámos pela cidade, almoçámos muito bem e as contracções começaram a aparecer. Nada de muito intenso mas, a dada altira, comecei a achá-las muito próximas, comecei a pedir ao pai para controlar o intervalo. "Tempo?", "8 minutos", respondia ele. Daí a pouco, 7 minutos, por 3 ou 4 vezes. Continuavam a não ser contracções fortes mas a frequência estava a aumentar rapidamente.
16:00 - Entretanto, quando apareceu um intervalo de 5 minutos, liguei ao médico que me convidou a voltar ao consultório, estávamos ambos um pouco cépticos com tal rapidez. Observa-me, tinha 3 cm de dilatação, estava tudo num bom andamento. Recomendou-me que fosse calmamente para o hospital, pergunto-lhe qual a previsão dele ao que ele me responde, a rir: "Se eu fosse bruxo, não estava aqui. Mas, antes do jantar, esse bebé está cá fora, vai ver!". Veio comigo até à recepção, deu-me dois beijinhos para dar sorte e diz-me, a picar-me como sempre fez nas consultas: "Olhe que ele é lindo! Ele ou ela, claro!".
17:05 - Dou entrada nas Urgências de Obstetrícia, o médico que me observa comenta: "3 cm... hum, isto ainda está muito atrasado, tem mesmo dores?" Dahhh, não, apeteceu-me ir ali ver as vistas! O senhor continua "Só fica porque é um 3º filho, o trabalho pode desencadear-se mais rapidamente...". Vou falar com o pai na sala de espera e buscar a trouxa para o parto. Ficamos na expectativa sobre qual será o médico que fez o prognóstico acertado.
18:05 - Entro na sala de parto, sou ligada ao CTG e colocam-me o soro. Perguntam-me se quero epidural e eu digo que não, para já não. Daí a uns minutos, chega o pai junto de mim.
18:50 - Sinto um fio de água nas pernas, rebentou a bolsa das águas, estava com 5 cm. Se, até aí, as contracções tinham sido suportáveis e ainda deu para tirar umas fotos a sorrir, a partir daí já não havia disposição para sorrisos. As contracções começaram a ser cada vez mais fortes e seguidas, quase sem intervalo, e chamei a enfermeira para lhe pedir algo para as dores, que não fosse a epidural, lembrava-me de ter levado uma injecção de petidina nos outros partos para esse efeito. Durante o tempo em que ela foi perguntar ao médico se podia avançar com a petidina, começo a sentir "aquela" vontade de puxar, uma força selvagem a apoderar-se do meu corpo. Ao mesmo tempo que sentia algum receio porque a observação feita minutos atrás tinha sido de 8 cm, sentia a convicção que estava na hora, que tinha de dar o meu melhor porque o meu bebé estava a chegar, não era possível estar a sentir algo de tão forte e avassalador se não fosse o momento.
19:50 - O meu médico acertou no seu prognóstico e, após um puxão apenas, interrompido a meio para desenrolar duas circulares à volta do pescoço (sorte que o cordão era comprido!), nasce o meu bebé, o meu tesouro tão desejado, o meu menino! Anuncia logo o seu sexo com um grande repuxo de xixi assim que sai da barriga, o grupo de enfermeiras eufóricas "É o rapaz! É o rapaz!", pois já tínhamos explicado que tínhamos duas meninas e não sabíamos o que íamos ter, estavam todas na expectativa. O pai cortou o cordão, colocaram-no sobre mim, chorei, ri, cheirei-o, beijei-o, apertei-o no meu peito o mais que pude, declarei-lhe todo o meu amor.
O turbilhão de emoções sentido nesse momento ainda está muito à flor da pele, passo longos minutos a olhar o meu Francisco e a reviver tudo isto. A diferença é que, a cada minuto que passa, o meu amor por ele aumenta mais e mais, sem limites...

21 novembro 2011

Já estamos em casa,...

... o nosso lar está completo! (um pouco caótico também, mas é um "caos sereno", se é que isso existe :-) )

17 novembro 2011

É um menino...

Já nasceu, é um menino, pesa 3600g, e correu tudo bem.

Mais uma vez a mãe foi uma valente..

O pai babado (pela 3ª vez!!!)

13 novembro 2011

Só para assinalar...

... 40 SEMANAS!

11 novembro 2011

Nestes dias...

... tenho feito a despedida gradual da minha última barriga de grávida, que adoro (nota-se pelo número de fotos!). Esta barriga já existe na minha cabeça há mais de 2 anos, desde que começamos a tentar consegui-la, e, por isso, estou bastante apegada a ela. Nunca cheguei a ter tanto tempo de gravidez das outras vezes e nem por isso me sinto mais cansada ou farta, sinto-me óptima, (relativamente) leve e ágil... linda, até! ;-)
Estou terrivelmente curiosa para conhecer o meu bebé, naturalmente... ver o seu rosto, sentir o seu cheiro... agradecer-lhe muito por me ter proporcionado tantos momentos de pura felicidade nestes últimos meses, na certeza que muitos mais desses momentos virão no futuro!

10 novembro 2011

Hoje temos Lua Cheia...





... ainda! :-)




Visitámos o senhor doutor logo pela manhã, na expectativa se faríamos ou não uma pequena "manobra" para acelerar o processo, seria engraçado nascer no dia 10, como as manas. Mas optámos por não a fazer, nada o justificava: o CTG estava bem, na eco verificou-se que a placenta ainda está para as curvas, a cumprir a sua função, e que tenho bastante líquido amniótico. O colo estava bastante posterior e ainda fechadinho, com isto tudo não vimos vantagem em forçar as coisas, vamos dar oportunidade à Natureza para fazer o seu trabalho. Daqui a uma semana, se ainda não tiver nascido, a conversa já será outra...

06 novembro 2011

Still waiting...



Prendas e 1º fato para o baby

Apesar de já ter muitas "heranças" das manas, este bebé também mereceu umas obras da mamã e da mana Camila. Eu bordei os peixinhos no lençol e na fralda e ajudei a Camila a pintar o ursinho Winnie (esta fralda só será terminada quando o bebé nascer, falta escrever o nome no balão laranja).

Tricotei ainda o casaquinho verde que acompanha o primeiro fatinho:

Só falta o "boneco" para vestir! :-)

Mafalda a vomitar,...

... mais uma voltinha, mais uma viagem neste carrocel infernal, fim-de-semana sim, fim-de-semana não aparece qualquer coisa! O que é que é que esta miúda tem?! Começo a desesperar! :-(

04 novembro 2011

Colo molinho mas bem fechado,...

... disse o senhor doutor, ainda sou capaz de ir lá visitá-lo para a semana. Se chegar a ir, talvez aceite uma "ajudinha" para a coisa começar a desenvolver, não me apetece muito chegar às 41 semanas, com a indução a balançar sobre o pescoço tipo guilhotina.
Este médico é o máximo, muito diferente da médica que "acompanhou" as gravidezes da Camila e da Mafalda. E ponho aspas porque o que ela fazia estava a anos-luz do que este médico faz, nomeadamente ao nível da atenção dispensada à utente como mulher, como grávida, como pessoa que pensa, se informa e tem as suas opiniões sobre gravidez e parto. Foi por isso que a deixei no ano passado, não prestou a atenção que eu achava que o meu problema, a dificuldade em engravidar, merecia. Decidi marcar com este médico, depois de ouvir boas referências dele, mesmo sabendo que ele não faz partos no hospital da cidade, só faz no privado e longe daqui. Mas, para mim, o serviço de um obstreta não implica como condição essencial a assistência do parto, até porque a médica anterior só assistiu ao da Mafalda por coincidência e não senti nenhuma atenção especial por ser utente dela no privado nem diferença em relação ao parto da Camila, feito por uma enfermeira-parteira.
Com este médico, tenho conversas de longos minutos, a atenção dele é toda minha, o tempo que eu precisar, mesmo que esteja a atrasar a consulta seguinte. Sinto-me respeitada e ouvida e sou esclarecida quando coloco alguma questão. É uma pena que os médicos não sejam todos assim, no público e no privado, mas especialmente no privado, em que muitas vezes pagamos para sermos tratadas como meros cifrões.

Veio mesmo a calhar,...

... constipei-me! :-(

31 outubro 2011

Ao pequeno-almoço,...

... explicava à Mafalda que tinha que fazer xixi antes de vir para a mesa, para esvaziar o "balão" que guarda o xixi, que se chama?... (já lhe tinha ensinado ontem o nome bexiga), mas a Camila tratou logo de responder e começa a desbobinar: "A função excretora é a que vamos dar a seguir, eu já estive a ler o manual. Já demos o sistema respiratório, digestivo e circulatório. O sistema respiratório começa nas fossas nasais, o ar vai pela faringe, laringe, traqueia, brônquios e... al-vé-o-los. O sistema digestivo começa na boca, forma-se o bolo alimentar, etc, etc, etc... O sistema circulatório é mais complicado de explicar, a professora explicou asssim: as artérias são as auto-estradas, depois há as estradas nacionais e os capilares que são estas estradas pequenas daqui de casa. E depois há o coração, etc, etc, etc.... (Ainda tentei interrompê-la com um "Camila, come, tens que te despachar!" mas ao, mesmo tempo, fiquei fascinada a olhar para ela, tão segura, a mostrar-me os seus conhecimentos, não conseguindo evitar um sorriso bem babado! :-p).

30 outubro 2011

A Mafalda ...

... está melhorzita (até tenho receio de dizer isto), embora ainda tenha muita falta de apetite e muito sono para pôr em dia. Penso que graças a isso e à ansiedade de ver a chegada do bebé a aproximar-se, anda birrenta e a comportar-se como uma menina mimada, a paciência tem sido redobrada, mas até o pai, o Sr.Paciência, se passou com ela há bocado. Estamos mal habituados, é o que é, e cheira-me que os próximos tempos vão ter mais disto, ai vão!

38 semanas

Nunca estive tão grávida! :-)

29 outubro 2011

Se fosse como as manas...

... este bebé nasceria hoje, às 37 semanas + 6 dias! Mas está com vontade de usufruir mais um pouco da sua moradia especial, e faz bem, ainda tem 2 semanas de renda paga, está no seu direito! :-D

25 outubro 2011

Sai uma adenoidite para a mesa 6! :-(

Está toda tapada, nariz e garganta, dormiu mal porque não consegue respirar bem, teve febre, está magrela e olheirenta. Só me apetecia enrolá-la no meu colo e ter o poder de, com o meu calor, curá-la de tudo isto, mas... tenho que esperar que o antibiótico faça uma boa parte desse serviço. :-S

24 outubro 2011

A Mafalda está doente outra vez,...

... m$#&a p'ra isto! :-(

16 outubro 2011

36 semanas



Tic-tac, tic-tac, tic-tac...

A grande passou a noite fora,...

... na actividade de integração dos escuteiros. Abalou ontem pela manhã, super-entusiasmada, cheia de perguntas às quais eu não sei responder, nunca fui escuteira, mas hoje já devem vir respondidas, com certeza. E, daqui a pouco, quando ela chegar, terei muitas histórias para ouvir, a não ser que vença o cansaço, o que eu duvido. ;-)

Já está fina, a minha pequena,...

... aqui ao meu lado a pintar um livro e sempre a cantar! Assim, sim!:-)

12 outubro 2011

O meu homem é o melhor do Mundo!

E não é só por ter passado esta noite a tomar conta da filha doente, deixando-me dormir (estava a precisar tanto!). É por isso e por todos os gestos diários que faz para que a nossa casa seja um lar, para que as nossas filhas se sintam umas princesas, pelas ajudas que dá ao meu pai, apesar do cansaço sempre presente porque um trabalho por turnos não perdoa. É o meu herói e tenho muito orgulho em tê-lo como marido e pai dos meus filhos, tenho dito! :-)

Esta noite,...

... 39,5 ºC, está difícil de passar! Até compreendo um pouco os pediatras do hospital, estando os pulmões limpos, a ideia é deixar o corpo lutar por si. Demora mais tempo do que se carregassem logo com antibiótico, isso é que é um pouco desesperante. Hoje acordou bem disposta, solta ranhoca que se farta. Espero que a febre não volte, fica-me com uma carinha tão enfiada, só se vê olhos de Bambi... de dar dó!

11 outubro 2011

Depois de passar o dia...

... com pontadas na barriga, lá me decidi a começar a fazer a mala ontem à noite. Ainda faltam algumas coisas, acho eu, tenho que pedir uma lista à enfermeira das aulas de PPP, já não me lembro de tudo... O mais difícil: convencer-me que está mesmo quase! :-)

Mafaldinha doente...

... desde 6ª feira, com febre, dificuldade em respirar, tosse de cão, afónica, caidinha, sem apetite... Foi ao hospital no domingo, foi auscultada com atenção, felizmente os pulmões estavam limpos e mandaram continuar com a medicação que estávamos a fazer.Hoje achei que estava a demorar de mais a melhorar e o pai voltou a ir lá com ela outra vez (o médico do centro de saúde não deu consultas por não haver sistema informático, PQP as modernices, pá!). Parece que o processo de cura e de soltar as secreções já está em andamento, é aguardar. Mas coração apertado de mãe não aguenta facilmente esta espera, quero vê-la a saltitar e a cantar já, agora, ontem! :-S

06 outubro 2011

Viver no campo é...

... ter que parar o carro, a caminho do trabalho, para dar passagem a um descontraído ouriço-cacheiro que atravessava a estrada! :-)

03 outubro 2011

Mafaldices

Hoje de manhã, foi buscar uma pulseira de pôr no tornozelo que tem uns pequenos guizos em forma de búzios, para que lha colocasse. Comentei: "Então hoje vais de chocalho, é?", sempre em andamento. Ela continua atrás de mim e sai-se com um: "Anda lá, mamã, põe-me aqui o chocaralho no pé!".

Chorei a rir, claro, e ela a olhar para mim sem entender nada! :-D

Me and my baby...

... à beira das 34 semanas.

(foto tirada às 20:00 de sábado na Ericeira, com uma temperatura nunca experimentada nas noites do Verão passado, um espanto!)

30 setembro 2011

Amanhã já é Outubro... glup!

Estou a apontar o dia 21 como último dia de trabalho, depois encosto às boxes para ver se acumulo alguma energia extra. Se este/a pimpolho/a for tão despachado/a como as manas, só me dá uma semanita de descanso, ambas nasceram às 38 semanas. Está quase... (tenho mesmo que pensar em começar a fazer a mala!)

Estas primeiras semanas de aulas...

... têm sido uma agradável surpresa, em relação à Camila. Noto-a mais empenhada no trabalho, mais entusiasmada com a matéria, a letra melhorou imenso, comparando com o que ela vinha fazendo nas férias, anda mais organizada e despachada de manhã, agora está sempre à minha espera para sair de casa. Temos elogiado os seus progressos, para ela se sentir motivada a continuar e para ver que notamos a evolução, esperemos que não seja sol de pouca dura, mas acho que não, a minha princesa está a crescer!:-)

Reclamação da Mafalda:

"A minha escola é só brincadeira, eu não faço trabalhos! Eu queria fazer trabalhos para mostrar a ti!", com ar aborrecido (isto porque viu a irmã a fazer os TPC e a mostrar-mos no final)!

Estou de rastos,...

... felizmente que é sexta-feira (sim, eu digo em português, mesmo, não é com o TGIF)! Uma conduçãozinha de quase 400 km ontem (para quem faz cerca de 25 km por dia, é dose!) deu cabo das reservas de energia da semana, estou que nem posso, quero uma cama!
Mas o fim-de-semana está à porta e, com ele, aquela que será a última saída a 2 (bem, a 3, mas não dá para deixar o 3º elemento em casa) nos próximos (muitos, muitos) meses! :-)

22 setembro 2011

Ai, o que me irrita...

... quando alguém me diz: "Agora vai ser um menino, vais ver!" ou "Agora era bom/dava jeito ser um menino, não era?", como se estivessem a conformar-me por ter duas meninas ou como se eu alguma vez eu tivesse manifestado o desejo de ter um menino em vez duma menina. Normalmente, faço sorriso bem amarelo e, uma vez ou outra, respondo "Se for para dar jeito, era melhor uma menina, com tanta roupa rosa que tenho em casa!". Enfim...

21 setembro 2011

Já passei das 32 semanas e...

... ainda falta lavar roupinhas (pelo menos, as que foram das manas já estão seleccionadas e também há fatinhos novos, claro), pintar a cama de grades (esta é com o pai, está em andamento), começar a preparar a mala (lá para as 36 semanas ainda vou a tempo, não?), comprar uns miminhos para o bebé dar à manas (elas já escolheram um peluche cada uma para dar ao bebé), acabar de bordar um lençol para o primeiro soninho em casa (lençóis não me faltam mas também merece uns novos, como as manas), tricotar um casaquinho para usar com o primeiro fato, ir a umas quantas aulas de preparação para o parto para relembrar respirações e etc.,...
Isto para além de deixar tudo em ordem no trabalho durante o próximo mês, manter alguma ordem na casa, gerir a escola e actividades das manas e, mais importante, as suas emoções que andam à flor da pele, e aproveitar ao máximo esta última barriga de grávida que, apesar dos incómodos naturais, me traz tanta felicidade. :-)

20 setembro 2011

A Mafalda estava tão louquinha de saudades dos avós,...

... que chegaram ontem de férias, que nem quis ir ver as "fotos" do bebé. Esteve praticamente 2 semanas sem os ver, assim que viemos do Algarve, sairam eles de viagem, e, nos últimos dias, andava sempre a perguntar "É hoje que vem avó? Quando é que vem os avós?". Foi uma alegria quando os viu e já não descolou deles até à noite. Muito bem, ver esta ligação!:-)

Na eco do 3º trimestre,...

... confirmou-se a posição cefálica, coluna para o lado esquerdo, tamanho entre o percentil 50 e o 75 e um peso estimado de 1992 g, quase 2 quilitos de gente! Estava com a mãozinha à frente da cara, a fazer um cu-cu à mana Camila, que ficou deliciada a ver.

Mas ontem, ao fim do dia,...

... os sorrisos das minhas preciosas, o calor da mão do meu homem e a visão do meu bebé, na eco das 32 semanas, repuseram as coisas no sítio. E hoje está um lindo dia de sol e a vida é valiosa de mais para se desperdiçar em lamentos!

Há dias mauzinhos,...

... em que sinto que não consigo dar conta do recado, acudir a tudo o que me rodeia, apetece-me enrolar-me numa bola e "apagar" até passar. O fim de semana foi assim...

15 setembro 2011

Também as minhas pequenas...

... estão na fase "Regresso às aulas e às rotinas". Começaram o ATL na 2ª e hoje começaram na escola, foi uma lufa-lufa pela manhã mas até não correu nada mal. Primeiro, carregadas com o material novo, fomos deixar a Camila, que me pareceu entusiasmada com o regresso à escola, deve ter sido das primeiras vezes que a senti assim. Acho que está a encarar o 3º ano como um desafio, pois toda a gente lhe diz que é o ano mais difícil, e penso que se sente pronta a responder à altura a esse desafio, vamos ver com o tempo. A professora ficou boquiaberta com o que ela cresceu nas férias, disse que tem que começar a usar saltos altos para se distimguir das alunas.
A Mafalda entrou no Jardim de Infância bem à vontade, beijinho à educadora e ala! cuscar as novidades da sala e reencontrar os amiguinhos. Acenou-me um adeus quase de costas para mim, não me ligou nenhuma.
A dança já recomeçou, entretanto há-de recomeçar a piscina, a catequese para a Camila e a novidade deste ano, os escuteiros. Haja elasticidade suficiente para chegar a tantos horários!

Da consulta de 2ª feira,...

... tudo ok com o baby. Tive que levar as manas comigo, o doutor ligou-me ao CTG e elas ficaram maravilhadas ao ouvir o coração do bebé, "Faz muito barulho!", diza a Mafalda. "Bons batimentos, tudo bem, agora siga para a eco, mas passe pela balança antes", diz-me ele. Ah, pois, essa parte... confessei logo as bolas de berlim e os gelados e o saldo foi... 3 kg num mês! Eu que não queria passar dos 10, já aumentei 9 kg, schuiff!
Na eco, verificou que já está viradinho/a para a saída, de cabeça para baixo, e o senhor doutor sempre a "picar-me", ora a insinuar que é um rapaz ora que é uma rapariga, a ver se eu lhe peço p'las alminhas que se desbronque de uma vez! Mas não tem sorte nenhuma que eu não lhe dou esse gostinho! Até com as manas ele tentou"Então vocês preferiam um irmão ou uma irmã, hum?" mas elas também não lhe deram saída, "É surpresa!", responderam. Aprenderam bem com os papás! :-)

12 setembro 2011

Hoje temos consulta...

... e cheira-me que certos e determinados alimentos consumidos na passada semana, tipo bolas de berlim e gelados, vão dar direito a raspanete do senhor doutor quando eu pousar na balança! Aiii...

Ai, ui, au...

... dói tanto regressar ao trabalho, após uma semana de papo p'ró ao em terras algarvias! :-(

31 agosto 2011

Depois de muita discussão,...

... propostas apresentadas e rejeitadas e apresentadas de novo e rejeitadas de novo, desespero porque "ainda a criança nasce e não tem nome!", cedências de parte a parte, etc... acho que, finalmente, chegámos a um consenso, que ainda não se pode tomar como definitivo mas quase. Teremos então um/a

Francisco ou Alice

(e isto tudo foi só entre mim e o pai, nem nos atrevemos a estender o debate a outros eventuais interessados, tipo irmãs, senão nunca mais havia fumo branco)

25 agosto 2011

Fico tão tristinha...

... quando penso que é a última vez (pelo menos, que seja planeado) que tenho um bebé na barriga! Eu pensava que isto me passava com esta gravidez, mas, até ver, acho que não... Apesar dos enjôos, má digestão, inchaços, desconfortos variados, gosto mesmo de estar grávida! Será caso para ir ao sô doutor da caixa dos pirolitos?! Não te cures, não...

24 agosto 2011

Do lado da Camila,...

... vou-me dando conta (às vezes, à força, graças aos comentários de outras pessoas), com um efeito tipo-paulada-na-cabeça-de-ficar-a-ver-estrelinhas, de algumas mudanças no seu corpo (pequeninas mudanças ainda, pequeninas). Mais cedo ou mais tarde, é inevitável, vamos ter que ter "A Conversa", para que a minha menina, a minha primeira bebé (aiiii!!!!) não seja apanhada de surpresa pelo seu crescimento... Posso dizer que não estou preparada para isto, posso?!

23 agosto 2011

E não tardou a chegar...

... a 2ª pergunta (e mais temida)! Hoje de manhã, ainda meia ensonada, Mafaldinha pergunta: "E como é que tens aí o bebé?". Não entendi à primeira: "O quê?!". "Como é que o bebé foi aí pa dentro da tua barriga?". Ai caracinhas, que isto não são horas para estas conversas, tenho que me despachar para o trabalho, vou desviar o assunto e fazer de conta que não ouvi, e foi o que fiz. Logo, não posso esquecer-me de procurar o livrinho usado para dar a mesma explicação à Camila, a ver se a pequena fica com as curiosidades todas satisfeitas quando voltar ao ataque!

18 agosto 2011

Já estava à espera, mais cedo ou mais tarde...

... haveria de surgir a pergunta sacramental da parte da Mafalda, tal como aconteceu com a Camila: "O bebé vai sair por onde?" Tentei explicar-lhe o mais simplesmente possível e acho que a curiosidade ficou satisfeita. Meteu-lhe confusão a possibilidade do doutor cortar a barriga ("E depois tu choras, mamã?"), mas disse-lhe que era só às vezes, nalgumas senhoras, e que não ía ser preciso para mim.
Noto-a cada vez mais ansiosa, até o sono anda um pouco alterado, de vez em quando lá pergunta quando é que o bebé nasce e anda sempre agarrada à barriga, aos beijinhos e abraços. Nem sei para que reacção dela me devo preparar, quando o bebé nascer, a Mafalda tem as emoções mais à flor da pele do que a Camila tinha. Vamos ver, quando chegar a hora...

15 agosto 2011

Como prenda dos 4 anos do priminho S.,...




... saiu este Chick Hicks, do primeiro filme "Carros", para variar um pouco do Faísca. Muita coisa a melhorar mas, aos olhos do aniversariante, foi o bolo mais fixe do mundo ("Era este que eu queria!", com um brilho nos olhos), e isso é que interessa! :-)

13 agosto 2011

Faltam 3 meses para o dia 13 de Novembro, ...

... a data em que completamos 40 semanas desta viagem. Num clique, dois terços estão cumpridos... quando se está feliz, o tempo corre ainda mais depressa! :-)

12 agosto 2011

Mafalda, polícia de costumes

Descortino na minha pequena uma certa vocação para o controlo da ordem e dos bons costumes cá em casa, especialmente em tudo o que se refira à irmã. Sei que não devia, para não fomentar o espírito "queixinhas", de que não gosto, mas, às vezes, não consigo evitar de rir com o desplante com que ela vem denunciar que a irmã fez mal a cama (mão na cintura, ar de quadrilheira"Anda cá, mamã, anda ao quarto da Camila, ver como ela fez a cama!", com ar de quem diz à irmã "Agora é que vais ver!") ou quando questiona "Quem é que deixou a porta do armário aberta?" com ar de "Foi a Camila, de certeza!". Se estivesse no lugar da Camila, também não gostaria de ter uma pequena melga a buzinar-me aos ouvidos, coitada, o que ela lhe responde e deseja é "Só espero que o bebé vá ser o teu polícia também, p'ra tu veres!". Estas miúdas...

11 agosto 2011

Pelos vistos, este jeitoso...

(foto da net)


... tem um linfoma. Espero que ganhe a luta, assim como toda a gente que padece deste tipo de doenças. Maldito bicho!



Ontem vi a carinha do meu bebé como nunca tinha visto, de frente, "olhos nos olhos", e parece que caiu mais uma ficha: aqui está, uma "pessoinha" dentro de mim, uma criança que eu vou ensinar a ser homem ou mulher, mais uma mistura de 3 partes, eu, o pai e o nosso amor. Com tanta agitação à minha volta, tive a sensação que ainda não tinha concretizado bem este bebé na minha mente, apesar de já o ter visto e sentido tantas vezes... aconteceu ontem e foi bom, um quentinho no peito muito bom de sentir.

04 agosto 2011

Bon Jovi

(foto da net)


Foi bom recordar os tempos em que a cara deste senhor (sem botox e esticadelas, claro) aparecia no meio dos posters que forravam as paredes do meu quarto. Apesar de ter tido que "acampar" uns bocadinhos no chão porque uma barriga de 25 semanas não se aguenta 3 horas seguidas de pé e de algumas músicas terem sido muuuito esticadas, o balanço é positivo. Próximo concerto: só Deus sabe! :-D

A barriguinha...





... está a ficar um barrigão e, cada vez, é alvo dos mimos das manas, andam completamente in love pelo bebé! O tempo está a avançar rapidamente e vou tentando curtir ao máximo este último "estado de graça", especialmente os momentos preciosos em que o meu/minha pequenino/a baila dentro de mim.

Férias... puff, já se foram!

Duas semanas de praia, vento, sol, algumas nuvens, boa companhia, muitos mimos às crias... Baterias recarregadas para mais uns tempos, daqui a um mês há mais! :-)

14 julho 2011

O aniversário do meu pai...

... foi ontem e lá saiu mais um bolito, dedicado ao seu quintalinho que ele tanto estima:

(não deu tempo de fazer um boneco a representá-lo, optei por deixar uma mensagem a justificar a sua ausência :-) )

Menino ou menina?

Eis a resposta, directamente do relatório da eco:


:-D

Ser titi é...

... começar o dia a mudar um cocó à sobrinha mais fofa do Mundo e ficar tão feliz por tê-lo feito! :-D

Além de gostar de o ouvir na rádio,...

... escreve como ninguém quando se trata dos filhotes: Mr. Pedro Ribeiro!

12 julho 2011

Aaahhhhhhh,...

... enfim respirar! Está tudo bem com a cria mais pequenina (que agora está aqui a espernear porque acabei de comer uma bola de gelado)! :-)

11 julho 2011

Hoje é dia de eco morfológica...

... e estou aqui a rebentar de ansiedade, só respiro quando o sr. doutor disser que está tudo bem! (a sério, pensei que isto passasse com a experiência adquirida, mas não...)

08 julho 2011

Já lá vão 3 dias...

... e ainda tem o beicinho inchado, a minha Camila, embora a reduzir todos os dias. Já come normalmente (as primeiras refeições era líquidas e frias), mas sempre com receio que a comida se "embrulhe" nas linhas, não sei o que é que ela imagina que tem no lábio! Eu já espreitei os pontinhos e estão com bom aspecto, ainda tem que andar com eles até 3ª feira. Ontem fez sensação quando chegou ao ATL, com todas as amigas de volta dela, a querer saber o que lhe tinha acontecido! Além do antibiótico e do anti-inflamatório, tem levado doses extra de mimo, que é o melhor remédio que lhe posso dar para ficar boa num instante! :-)

05 julho 2011

Avaliação final do 2º ano

Ontem foi dia de ir buscar as notas da Camila. Avaliação global: satisfaz muito bem, transitou para o 3º ano! Parabéns à minha filhota! :-)
Na descrição que faz, a professora menciona alguns "detalhes" menos positivos tais como a falta de estética e rigor na execução dos trabalhos (tradução: trapalhona!), caligrafia (tradução: trapalhona!) e algum excesso de confiança que, às vezes, ajuda a que se espalhe ao comprido. Não foi novidade, sei bem o que tenho em casa, o que me chateia é não fazer ideia do que fazer para a incentivar a ser mais aprumada na apresentação dos seus trabalhos, não sei mesmo!
Está terminada a primeira metade do 1º ciclo, só espero que a segunda metade não passe tão depressa, nem quero pensar na ida para o 2º ciclo!

Os dentes da Camila...

... estão a dar-lhe o que fazer! Teve uma dentição de leite perfeitinha e bem espaçada, o que levou uma dentista a dizer, há uns anos, que não iria ter problemas com os definitivos, mas não está a ser bem assim, infelizmente herdou a genética dos dentes tortinhos da mãe :-(. Os definitivos são enormes e estão a nascer tortos e encavalitados por falta de espaço. Para ajudar à festa, os de leite teimam em não cair, quase todos os que já sairam foram no dentista. Na semana passada, foi a um dentista/ortodontista para ver se era preciso já algum aparelho, ele achou que ainda não, extraiu os dois caninos inferiores e hoje extraiu-lhe os dois superiores, para além de lhe cortar o freio (levou 5 pontos!), por estar a vir muito abaixo e a impedir a aproximação dos dois centrais superiores. O pai acabou de me relatar tudo isto, disse que ela se portou muito bem, mas eu estou aqui de coração apertadinho, desejosa de chegar ao pé dela e dar-lhe muito, muito mimo!

01 julho 2011

Meio caminho está feito,...

... quase sem darmos por ela. A 2ª metade da viagem, parece-me, vai ser mais complicadita se o calor começar a apertar. As outras foram gravidezes de Inverno, desta vez vou andar a exibir o barrigão na praia!
As manas continuam "in love" com o bebé, muito mimos, beijinhos e carícias doces. A Camila quer uma irmã "porque os rapazes são uns chatos!" (típico da idade!) e a Mafalda quer um mano "puque já tenho uma mana!". Daqui a uns meses se verá qual é que fica mais satisfeita! :-)

29 junho 2011

Que desperdício de vida,...

... é o que me ocorre, quando ouço notícias sobre a morte de um jovem, não me quero imaginar no lugar dos seus pais. Seria bom que, pelo menos, servisse de exemplo pedagógico para os seus jovens fãs, usem o cinto de segurança, por favor!

28 junho 2011

As minhas fadas esvoaçantes...


... brilharam como dois raios de luz, no espectáculo de dança do passado domingo. Não consegui nem tentei reter as lágrimas de emoção e orgulho naqueles pequenos seres que se exprimiam em gestos tão harmoniosos. A Camila já é veterana, notei que estava mais empenhada e segura, com movimentos mais equilibrados, linda. Para a Mafalda, foi uma estreia e em grande, estava completamente desnibida no palco, super-concentrada e a dançar cheia de alegria, a professora bem dizia que a mãe ía ter uma surpresa! Sendo uma escola com meios modestos, a professora, misturando a matéria-prima das bailarinas e a sua imaginação, apresentou um espectáculo delicioso! Mas eu sou suspeita, claro, ainda não consegui parar de babar... ;-)

23 junho 2011

Parabéns, querida S.!

Há um ano, anunciava aqui o nascimento da minha sobrinha, um dia que ficará gravado para sempre na galeria dos "mais-especiais-da-minha-vida!". Hoje comemorámos o seu 1º aniversário e celebrámos o seu batismo, numa cerimónia e festa muito bonita, bem preparada pelos papás e com um padrinho (o meu maridão!) muito babado com a sua primeira afilhada . É uma pena que ela não se vá lembrar deste dia, mas aqui a titi e o/a priminho/a embutido/a esforçaram-se para que ela fique com muitas imagens para ver um dia!
Que sejas sempre feliz, amor da tia!

21 junho 2011

No passado domingo,...

... tivemos a festa de final de ano do jardim de infância e escola primária em conjunto (é uma boa opção para mim, 2 em 1!). A Mafalda foi fazer uma marcha dos Santos Populares, ficou ao microfone a cantar com mais duas coleguinhas enquanto os outros desfilavam com os arcos e eu, chorona como ando, não contive as lágrimas de mãe babada com a minha estrelinha (nem quero imaginar a figurinha que vou fazer quando for o espectáculo de dança!). A Camila cantou em inglês ("a gente tava só a mexer os lábios, sabes, porque não sabíamos bem a letra", lol! E não é o que tantos artistas fazem?!), em português, aí sim, a sério, e dançou "A saia da Carolina", numa coreografia bem engraçada com os meninos da sala dela. Alguns pais também cantaram e fizeram teatro, jogos tradicionais, fizemos um grande lanche partilhado, vendemos sardinhas e manjericos e, no final do dia, não me conseguia mexer. Triste é ver certos pais comportarem-se como se fossem simples convidados, não mexerem uma palha nem perguntarem se é preciso fazer alguma coisa, numa festa que era para todas as crianças, mas o esforço é compensado pelas carinhas alegres dos pequenos!

Embora timidamente,...

... este/a pequenino/a já se faz sentir! De repente, não me consigo lembrar de nenhuma sensação tão absolutamente maravilhosa quanto esta! :-)

16 junho 2011

Mais uma aventura...

... nos bolos decorados (simplezinhos, claro!), este foi o bolo da Mafalda para o dia do aniversário:



A flor era bolo de chocolate com recheio de coulis de framboesas do avô A. e o quadrado era bolo de limão. A Kitty foi aproveitada para decorar o bolo que levei à escolinha na 2ª feira.

13 junho 2011

A nóia é mesmo só nóia,...

... hoje tive consulta e está tudo bem com a minha criança, a crescer como se quer. O sr. doutor "ralhou-me" por eu andar com esta ansiedade porque está tudo a correr lindamente, até o meu aumento de peso está a ser espectacular, menos de 1 kg este mês! Expliquei-lhe que o meu medo que algo corra mal com esta gravidez, para além da ansiedade habitual de qualquer gravidez, deve-se ao facto de nos ter custado tanto a obtê-la. Mas, ao ver aquela imagem linda no monitor, sairam toneladas de cima do meu peito!:-)

11 junho 2011

10 de Junho - 4 anos




Estamos no final do dia em que a minha flor pequenina soprou as suas 4 velinhas, toda orgulhosa de ser tão grande! E a emoção que sinto ao vê-la crescer é tanta que nem 1000 posts chegariam para a descrever. Ouvi-la dizer, ao cair na cama: "Estou feliz, mamã, e vou ficar feliz muitos dias!", encheu o meu coração. Parabéns, pinguinha da mãe!




(postado com 3 dias de atraso graças à "gentileza" dos marginais que andam a roubar cabos telefónicos aqui na zona, o que me deixou sem net pela 2ª vez no espaço de 15 dias, grrrr!)

08 junho 2011

Nóia do momento:

a minha barriga parece-me que está na mesma há semanas. :-s Toda a gente diz que está maior mas eu não acho...
(ainda bem que 2ª feira tenho consulta, pensei que estas pancas passassem com a experiência...)

Em countdown acelerado...

Assim que acordou: "Amanhã é I. (amiguinha da escola) que faz parabéns, a xeguir sou eu!" :-)

03 junho 2011

Anda tão ansiosa,...

... quase todas as manhãs, a primeira pergunta é: "É hoje que faço parabéns, mamã?". Hoje disse-lhe que já só faltava uma semana, ficou toda feliz, como se lhe tivesse dito que era já amanhã! Tanta pressa, senhores... está tão bem com 3 anos!:-S

Camila, 8 anos, analista política

Na tv, imagens do comício do (ainda) primeiro-ministro:
- Ó mamã, porque é que ele está a gritar?
- Está a ver se convence as pessoas a votar nele.
- Mas ele não quer ir para lá outra vez, pois não?
- Quer pois!
- Então, porque é que se demitiu?! (com aquele ar "estes adultos, às vezes, são tão idiotas!")

:D

26 maio 2011

E nomes?Uiiiii...

... que essa parte está tão difícil! É a única coisa que me faz ficar tentada a saber o sexo, facilitava-me a vida, só tinha trabalho a pensar num nome. De menina, é complicado, de menino, complicado é, até ver, não há nenhum nome que eu ouça e, tcha-nan!, é este mesmo! As sugestões das manas são os nomes dos colegas todos da escola, lol! O que vale é que ainda temos tempo para pensar no assunto...

Lá porque é rico, famoso e tudo e tudo,...

... porque é que pensa que está acima da lei e, pior, como é que desafia o perigo, ao viajar de carro com o filho e o sobrinho ao colo?, pensei eu no outro dia, ao ver o Cristiano Ronaldo a chegar à Madeira com a família. Enfim...

25 maio 2011

Se eu ganhasse 50 cêntimos...

... por cada vez que ouço "Ah, agora é o rapazinho, não é?", já tinha um mealheiro bem recheado! Começo a cobrar, que dizem?

24 maio 2011

Ontem foi a estreia da Mafalda...

... nas idas, com os avós, ao encontro anual dos pára-quedistas em Tancos, tal como a mana foi enquanto andou no jardim de infância. Adorou a experiência, vinha toda tostadinha do sol e cheia de coisas para contar, os aviões, os pára-quedistas a cair do céu, os exercícios com os cães, o almoço de pic-nic. Já é tu-cá, tu-lá com os amigos do avô que costumam passar lá por casa de vez em quando, e hejo perguntava quando é que vai outra vez à "teropa". A mana é que ficou cheia de pena de não ir mas, na escola primária, já não se pode faltar quando se quer, pelo menos esta é a política cá de casa.

Ontem soube os resultados...

... do rastreio bioquímico, está tudo bem. E, por isso, quer o meu obstetra quer o médico que fez a ecografia das 12 semanas, com reputação reconhecida na área, consideram que não é necessário fazer a amniocentese, que só o factor "idade > 35 anos" não justifica. Explicaram-me que, em cada 4 casos de Trissomia 21, apenas um acontece nessa faixa etária e que, não havendo nada de suspeito na ecografia das 12 semanas nem no rastreio bioquímico, não se justifica fazer a amniocentese, ainda para mais por ter um risco de aborto associado, e que esta é a política seguida noutros países europeus. Com estas opiniões e com o que li sobre o assunto, estou descansada, na medida do que é possível ficar descansada numa gravidez, pois os medos e os receios aparecem sempre, mesmo sendo a 3ª, e acredito que vai estar tudo bem com o meu bebé!

18 maio 2011

Agora a Camila diz...

... que quer ir para os Escuteiros. Tem lá umas amigas da escola e que gostam daquilo e que também vai gostar, etc, etc. Eu não tenho nada contra, nunca andei nos escuteiros mas sempre tive curiosidade, a tia MJ é super-aficionada e recomenda vivamente e eu acredito na recomendação. O único senão é o tempo. É a escola, a dança, a natação, a catequese... preenchendo o sábado à tarde com o escutismo, fica apenas com o domingo livre, isto quando não tiver actividades. Já a avisei que, se entrar, tem que continuar, não é para desistir ao fim duns tempos. Mas ela está convicta que vai gostar e que não vai desistir, vamos ver...

Hoje de manhã,...

... o bebé teve direito ao primeiro carinho expansivo da mana mais velha, a mais nova já tinha feito festinhas muitas vezes mas a Camila não. A barriga já começa a fazer-se notar, talvez por isso ela sentiu-se impelida a abraçar-me e a fazer festinhas na barriga, com o ar mais carinhoso do mundo. Eu dirigi-me à barriga e disse: "Estás a ver, bebé? Esta é a mana grande!" e ela fica toda inchada, a rebentar de orgulho. Acho que lhe custa bastante perder mais um bocado de "palco" pela 2ª vez mas qualquer ciuminho que possa aparecer será vencido pela natureza doce da minha princesa, de certeza.

17 maio 2011

E já estamos em "countdown"...

... para os 4 anos da Mafaldinha! Mentalmente, já se vai contando os convidados, preparando a ementa, imaginando o bolo, que ela quer que seja da Kitty... só não consigo é preparar-me para o facto de que ela JÁ vai fazer 4 anos, a minha pinguinha! Ai, aiiiii...

11 maio 2011

As reacções

Das manas:
Disse-lhes, com elas no meu colo, que tínhamos uma surpresa: íam ter mais um irmão ou uma irmã, que eu tinha um bebé na barriga, para a Mafalda entender logo. A reacção dela foi levantar-me a camisa e dizer "Não tens nada!" (porque a barriga estava pequena), lol. A Camila reagiu menos bem ao início: "Oh, não, outra vez não!", quase a querer chorar, mas, ao mesmo tempo, a sorrir. Disse que não queria, que já chegava uma para a chatear, etc, etc. Dei-lhe um grande abraço e disse-lhe que a "culpa" era dela, que é uma filha tão linda e maravilhosa, que não resistimos a repetir a dose uma e outra vez. Acalmou e, daí a 2 minutos, já andava a escolher nomes para a criança e a fazer contas das diferenças de idades ("eu tenho 8, a Mafalda vai ter 4... quando eu tiver 12, vão ter outro filho?! LOL). No dia seguinte, contaram logo às amigas e professoras, todas eufóricas. Agora, andam as duas cheias de mimos para a mamã, quando estou mal-disposta à noite, a Mafalda toca na barriga e diz: "Porta-te bem, bebé!", um doce!
Da restante família: se alguém ficou a pensar que somos uns "gandas" malucos por ter 3 filhos (embora nunca tivéssemos escondido que era o que desejávamos), disfarçou bem porque todas as reacções foram óptimas, algumas de grande euforia mesmo, o que nos enche de satisfação. Tal como a Mafalda tem o primo S. dois meses mais novo, este bebé também vai ter uma priminha 2 meses mais velha, companhia para brincadeiras não vai faltar!
Agora é aproveitar ao máximo cada dia desta viagem, esquecendo os incómodos e gozando os prazeres desta última gravidez.:-)

Pois que temos o 3º rebento a caminho,...

... completando aquilo que sempre sonhámos, eu e o pai, como a nossa família! Mas não foi fácil, foi uma luta de 18 meses até conseguirmos o nosso pequenino "troféu". Ciclos desregulados, toma de medicação, mudança de ginecologista, análises a mim e ao pai, mais medicação, contagem de dias, stress, cada vez mais stress, até que começo a convencer-me, no início do último ciclo, que mais vale desistir da ideia. Que, se não aconteceu num ano e meio, é porque não é para ser, que estou muito bem com as minhas duas princesas, que a minha ansiedade acaba por me tornar rabujenta e quem sofre é quem está à minha volta e que não merece, e este ciclo que nunca mais acaba, já lá vão 7 semanas, vou mas é ligar ao médico para ver o que se passa, que, de certeza, não estou grávida porque não me dói o peito nem enjôo nem nada, mas isto não ata nem desata, de qualquer forma deixa cá estragar mais uns euros num teste de gravidez só para confirmar que não estou grávida e... PUM! Duas riscas. Duas riscas?! Hã? Duas riscas! Não pode! Estou grávida! Olha, agora que eu já estava de cabecinha feita, que estava convencida que não ia acontecer, aconteceu. Surpresa, incredulidade, euforia, grande euforia!
Dois dias depois, fui ao médico que encontrou na ecografia uma lentilhazinha (não chegava a ser feijão) de 2 mm e tal, correspondente a 4 semanas e picos, longe das 7 semanas de calendário (eu já disse que tinha ciclos completamente malucos, não disse?). Nos dias seguintes, lá começa o peito a inchar e a doer (o sintoma que eu esperava) e, entretanto, começam as digestões difíceis, dores de estômago e enjôos à noite (sim, os meus não são matinais, são noctívagos).
Esperamos pela eco do 1º trimestre para divulgar a notícia, queríamos que fossem as manas as primeiras a saber. Agora já somos 5 aos olhos de toda a gente e é tão bom tão bom! :-)

06 maio 2011

29 abril 2011

Aos poucos, a língua vai desenrolando:

cámamôxo já é pequeno-aumôxo
nanápo já é guadanapo

Quando a elogio por dizer bem uma palavra, repete-a várias vezes, toda feliz: "Mamã, olha, mamã: pequeno-aumôxo!"
Está a crescer... raios! :-)

28 abril 2011

Açores


Terceira, Faial, Pico e São Miguel. Devido ao vento forte, ficámos uma noite a mais do que o previsto no Faial, o que nos cortou tempo em São Miguel, foi pena. Mas conseguimos dar uma volta geral.

As incontornáveis vacas (ao fim de uma semana, as pequenas ainda conseguiam exclamar com surpresa: "Olha uma vaca!" a cada 5 minutos!).

É uma parte linda do nosso país, vale bem a visita.

13 abril 2011

Avaliação do 2º período:

Muito bom aproveitamento, Satisfaz Muito Bem a tudo excepto Expressão Plástica, com Satisfaz Bem, continua com um sentido estético fraquito, o desenho não é mesmo o forte dela, paciência. O comportamento é que deslizou de Satisfaz Muito Bem para Satisfaz Bem, foi um segundo período terrível a esse nível para toda a turma. A observação em relação à Camila é que fica desatenta quando acha o assunto "pouco relevante", ou seja, quando não lhe interessa, desliga a ficha! :-S Vai ter que se aprumar para acabar o ano em beleza, o 3º período é um pulinho!

11 abril 2011

As pequenas já estão de férias,...

... por estes dias ficam em casa com os avós. Ficaram bem avisadas para se portarem bem, andam numa fase em que ou se amam ou se odeiam, não há meio termo! E quando estão na fase em que se "odeiam", a coisa fica feia, implicam constantemente uma com a outra, a grande arma-se em mandona, a pequena berra-lhe, de indicador em riste:" Tu não mandas!" e, se se irritar mesmo a sério, ainda sai ao ataque ao estalo e à dentada! A Camila, até agora, não retaliava porque a irmã era mais pequena mas na semana passada, passou-se com a piolha e ferra-lhe um beliscão na perna que até ficou negro, nestes dias, só digo: "Vocês põe-me doida!". Depois, há os dias (ou horas, que este humor vira de uma hora para a outra) em que não se largam, aos abraços, a brincar às mamãs e aos bebés. Nessa altura, se a Mafalda chamar "Mamã!" e eu responder, levo logo com um "Não és tu, tu és a avó!". Partilham brincadeiras, a grande vai dando ideias que a pequena aceita, a pequena farta-se de falar, terminando sempre com um "...pois é, Camila?" e, nessas alturas, fico babadona a apreciar o amor de irmãs, e digo:" Vocês são umas lindas!". :-)

05 abril 2011

Acho que a anemia da Mafalda...

... voltou. :-( Não pára todo o dia, é verdade mas chega ao fim da tarde muito cansada, sem energia. Ela até dorme 11 horas por noite, apesar de não dormir sesta, acho que dorme o suficiente, ou será que não? Será que a pedalada da escola continua a ser de mais para ela?... Pelo sim, pelo não, vai tomar um ferrozito, a ver se arrebita.

02 abril 2011

Primeiro teste para fora de casa:


Quando o aniversariante, o M., "sobrinho" mais fofo que fez dois anos, disse, todo feliz: "Micki!!!", considerei que a prova foi superada!:-)

01 abril 2011

Açores

O coelhinho da Páscoa vai levar-nos aos Açores, com passagem prevista pelas ilhas Terceira, Faial, Pico e São Miguel. Dicas precisam-se: o que ver e visitar, o que comer e onde, o que evitar, tudo quanto possa ser informação útil. Agradecida.

16 março 2011

Já ouviram coisa mais estúpida...

... do que os anúncios da Depuralina na rádio?!

"Quer-se" dizer,...

... os "pobres" senhores e senhoras que praticam golfe estão em vias de pagar essa mesma prática taxada a 6 % e eu, para que as minhas filhas tenham duas aulas semanais de natação , esse desporto de "elites", tenho que pagá-las com 23 % de IVA, foram "só" €7,00 de aumento na mensalidade! Acho que vou inscrever-vos no golfe, meninas!

Festejámos no dia...

...e no domingo, foi uma alegria ver a minha filhota rodeada pela família, amigos e amiguinhas da escola. Fiz 4 (!) bolos de aniversário:
Bolo de chocolate para a escola, bolo de gomas para as meninas da dança (adoraram!) e bolo de laranja e cenoura para casa, na 5ª feira


E um bouquet de margaridas, com bolo de noz, para a festa de domingo.

10 março 2011

Feliz aniversário, princesa!



Há 8 anos que pintas a minha vida com as cores do arco-íris e que sou tão mais feliz por te ter junto a mim! Parabéns, meu amor!

09 março 2011

A rodar, sem parar, na minha mente...

Quando procuramos alcançar um objectivo e essa procura não tem sucesso e isso começa a afectar a nossa vida e a de quem nos rodeia, devemos abandonar esse objectivo?...

08 março 2011

Carnaval

O meu Noddy e a minha sevilhana com a sobrinha pintainha!

01 março 2011

Quase 4 anos passaram...



Camila, com 2 anos, e o seu Vô Zé


... desde que ele partiu, tanto tempo quanto a idade que ela tinha na altura, mas a Camila ainda tem no seu coração uma marca bem viva deixada pelo Vô Zé. Hoje, revimos uma foto dele com ela ao colo no albúm de fotos do seu baptismo, e, apesar de ter dito que não se lembra dele, emocionou-se, ficando com os olhos rasos de água. Também me emocionei, claro, mas fiquei feliz por ver que, pode não lembrar-se de coisas concretas do bisavô, mas ainda tem na sua ideia que ele era amigo dela e que a fazia feliz. Era o meu maior medo, que ela se esquecesse por completo dele. Ainda bem que não.

28 fevereiro 2011

Como disse?!

" Ó mamã, este ano, nos meus anos, quero uma coisa tecnológica..."
"Hã?!"
"Sim, pode ser um telemóvel ou uma PSP ou ..."

8 anos. Vai fazer 8 anos e quer coisas tecnológicas.

24 fevereiro 2011

E ontem foi dia...

... de endoscopia, yeahh (not)! Seguindo as recomendações do sr. doutor do hospital no final deste episódio, fui tirar uma pics dos meus interiores. A coisa é complicadita, é preciso algum auto-domínio mas fez-se, "a woman's got to do what a woman's got to do!". E fiquei mais descansada ao saber que está tudo bem com o meu estômago, que terá sido uma indisposição pontual. Melhor assim.

Quanto à Mafalda, ...


... acho que a vocação dela são as Belas-Artes, a julgar pelas gravuras com que embelezou a parede das escadas no sábado passado. Escusado será dizer que me passei completamente!

Um dia, voarás, passarinho!

Há medida que circulávamos por Coimbra, ía descrevendo alguns lugares à Camila, incluindo uma casa onde morei. Ela ficou intrigada:
- "Mas os avós também vieram morar para aqui?!"
- "Não, eu vim sozinha, só ía a casa dos avós ao sábado e ao domingo. Eu vim quando já era crescida, tinha 18 anos."
- "Ah, mas eu não quero vir para aqui, é muito longe de casa!"

Faltam 10 anos, se tudo correr bem, e aí estará ela a sair de casa para estudar, com todo o meu incentivo. Mas... ai caraças, 10 anos é um pulinho. Medo!

No passado fim-de-semana,...


... retornei ao sítio que foi a minha "casa" durante os últimos 5 anos de vida estudantil e onde, hoje em dia, encontramos o Museu da Ciência da Universidade de Coimbra. Não foi sem emoção que entrei no anfiteatro onde passei tantas horas, sentada nos bancos de madeira, com o rabiosque dorido, o que permitia estarmos mesmo atentos já que não havia qualquer hipótese de adormecermos, tal era o desconforto! :-D Mais a sério, houve emoção sincera, especialmente quando realizei que tinha entrado ali pela primeira vez há quase metade da minha vida, como é possível passarem 18 anos num ápice?!

22 fevereiro 2011

Há meses que não acontecia,...

... estas duas últimas noites tiveram direito a "acidentes" nocturnos, hoje com direito a mudar lençóis e tudo! Não sei o que se passou, andará assim tão estafada que nem consegue acordar?!

O que me delicia ao ouvir a pequena pela manhã!

"Mamã, ontem a I. levou um ógute igual ao meu, de morango e sobremesa, o meu também era de morango e sobremesa!"

(temos que reler o livro dos frutos, pois temos!)

18 fevereiro 2011

É tão difícil,...

... isto de educar! Como saber qual é a dose certa de tudo o que lhes damos? Estarei a ser rígida de mais, estarei a ser branda de mais? Vou-lhes dar corda e depois não faço nada delas, confio que elas vão seguir sempre os princípios que lhes passo ou desconfio porque sei que é tão fácil ser influenciado pelos outros?! Como motivar, incentivar o brio no que se faz, sem provocar falsas vaidades? Como fazer entender que todos temos obrigações em casa, sem criar guerras ? Como suportar os olhares delas quando berro que nem uma louca, olhares de desilusão, principalmente, porque vêm que afinal a mãe também pode ser uma má? Como... como... tanta coisa!
Tem dias que é duro, muito duro. A única certeza é na dose do mimo e do amor, sempre a dose máxima! Será que chega?!... :-S

15 fevereiro 2011

Tarde nas urgências,...

... foi o que me calhou hoje na rifa. Deu-me uma dor de estômago aguda logo no final do almoço que não diminuia de intensidade de maneira nenhuma. Ainda regressei ao trabalho mas apenas para ir ter com o médico do trabalho que estava ao serviço hoje. Este examinou-me e recomendou-me que fosse ao hospital, por via das dúvidas. Passei lá 3 horas, em que fiz análises, esperei pelos resultados e levei medicação na veia, e a dor lá foi passando a uma moinha apenas. Possível gastrite ou úlcera ou uma indisposição pontual, foram as hipóteses levantadas pelo sr. doutor, que me recomendou pedir ao médico de família para fazer uma endoscopia, a fim de investigar o problema mais a fundo. E, apesar do serviço de urgências estar a funcionar em contentores devido a obras, achei que estava bem organizado e o atendimento foi positivo quer da parte de médicos quer de enfermeiros.
Já passou e espero que não se repita, não sou muito de pieguices mas esta dor, ui, ui, foi das fortes!

11 fevereiro 2011

A euforia dela...

... a descrever a história e as personagens do teatro, a cantarolar as músicas da peça e as que cantaram no "ótocarrro", o brilho nos olhinhos dela... compensam qualquer "vestígio" de ansiedade que "hipoteticamente" pudesse ter sentido hoje. ;-)

1º passeio grande da Mafaldinha, hoje

Saiu de casa com um sorriso de orelha a orelha, com a mochila às costas, "vou no ótocarrro ao teáto!", dizia, toda feliz, tão linda!
Eu? Para não variar, estou aqui a ver se me lembro como é que se respira, até à hora dela chegar. Fico feliz por vê-la feliz mas dá-me uns ataques de galinhice aguda, controlados mas difícieis de evitar.

(inspira... expira... inspira... expira...)

09 fevereiro 2011

Dilema:

o que enviar para o almoço da Mafalda no dia do passeio?!

08 fevereiro 2011

Neste Dia da Internet Segura,...

... digam lá que meios utilizam para controlar a uso da internet pelos vossos pequenos.

Em vez de passar o meu dia de anos...

... a preparar uma festa para 30 pessoas, passei-o a fazer coisas que também me deram prazer e não me cansaram tanto ;-) ! Tirei o dia de férias e, pela manhã, fui com o marido à escolinha da Mafalda fazer bolachas com os meninos, atendendo ao pedido da educadora, para que os pais façam actividades com as crianças na escola. Foi muito diverido e adorei quando 20 e tal vozes pequeninas me cantaram os "Parabéns a Você!"!
À tarde, sessão de cinema, uma sala só para nós dois, maravilha!

Vimos o "Cisne negro", arrepiante e intenso, ainda não vi a concorrência mas cheira-me que a moça é bem capaz de ganhar o Óscar, grande interpretação (ao deitar, a música do "Lago dos Cisnes" ainda tocava na minha cabeça)!
Fomos buscar as filhotas ao ATL e a minha ideia era um jantar a 4, mas o marido tinha preparado uma surpresinha. Quando chegámos ao restaurante, encontrei um grupo de meninas queridas do meu coração, amigas e primas, para jantar connosco, e, mais tarde, chegou a minha sobrinha linda e os seus papás, o que completou a minha alegria.
Foi bom, muito bom! :-)

04 fevereiro 2011

36...

... já cá cantam! Hoje sou assim outra vez! :-)

(ai, os quarenta ali, já ao virar da esquina!)

02 fevereiro 2011

Há coisa melhor...

... do que ouvir um filho declarar-se feliz? Já na cama, depois da história lida, a Mafalda vira-se para mim e diz: "Tou feliz!", tapando a boca com a mão logo a seguir, como se tivesse dito uma asneira ou nem soubesse bem o que estava a dizer, como se a emoção lhe tivesse saído sem ela controlar. Digo-lhe: "Estás feliz? Isso é bom, podes dizer sempre!". Ela abraça-me e declara "Gosto munto de ti, mamã!". Coração cheio, a transbordar! Tão bom...

31 janeiro 2011

Hoje assinei...

... a autorização para o primeiro passeio da Mafalda com a escolinha, aaaaaaaaaahhhhhhhhh! (grito de desespero, tipo a cair num precipício)

Pois que tenho por aqui....

... 5 anos de escritos com mais ou menos interesse, depende da opinião, mas que são meus e dos quais uns bons 3 anos não estão guardados em lado nenhum a não ser aqui, perdidos no éter. Sugestões e dicas para realizar o bom e sempre prudente backup de forma expedita aceitam-se.

A Arca já está uma menina crescida,...

... fez ontem 5 anos que guardou o meu primeiro post.

(eu é que já estou a ficar desmemoriada, que só hoje é que me lembrei!)

27 janeiro 2011

Uma noite sem dormir,...

... maldita tosse (a minha)!

26 janeiro 2011

O primeiro volume acabou de ser devorado,...


... venha o segundo. E os dois de "Um Mundo sem Fim" já estão na calha!

24 janeiro 2011

Não admira que a Justiça seja lenta...

Na semana passada, lá me apresentei nos Serviços de Investigação Criminal do Ministério Público no dia e hora marcados na convocatória recebida há mais de um mês. Entro numa sala com várias secretárias e sento-me junto à mesa da técnica judicial que me foi chamar à sala de espera, sem a mais pálida ideia sobre o porquê de estar ali . A senhora pede-me o BI, começa a escrever no computador, e eu vou mirando a capa do processo que está na mesa, à minha frente, de pernas para o ar. Quando leio o nome do arquido, fico descansada porque não conheço semelhante nome, o que confirma a minha primeira suspeita de tudo não passar de um engano. (Entretanto, vou ouvindo a "entrevista" da mesa ao lado, onde um rapaz enumera os motivos que o levaram a estar preso durante 2 anos, sendo já a sua terceira pena: furto, sequestro, posse ilegal de arma de fogo, brula informática... só penso "onde eu estou metida!"). A técnica lá termina de teclar e começa então o inquérito, avisando previamente que tenho que dizer a verdade: conhece fulano? não; conhece sicrano? não; qual é a sua ligação à empresa XPTO? não conheço essa empresa. Faz um ar surpreendido e abre o processo numa carta da Segurança Social onde estava uma lista de nomes de funcionários da dita empresa, juntamente com os seus números da SS, e nessa lista estava o meu nome, com todos os fff e rrr. Pede-me o meu NIF e começa a comparar com o NISS "ah, mas estes números não têm nada a ver!", chamo-lhe a atenção que o que está na carta é o NISS e não o NIF. "Ah, pois é, tem então aí o seu NISS?", tenho, sim senhora. " Pois, é o seu nome, mas o NISS não é igual, parece ser engano!", começa com ar de desculpas. "Pois, mas por causa desse engano, ando há mais de um mês a massacrar a cabeça, a pensar do que se trataria!", respondi eu calmamente mas a ferver por dentro. Então é o seguinte: alguém com o meu nome trabalhou numa empresa de alguém que está a ser acusado de furto qualificado e os senhores do Ministério Público, nas suas investigações profundas, associam a minha morada àquele nome e, pumba, é esta a gaja!, nem vale a pena confirmar qualquer número de identificação, BI, NIF, NISS! Devia ter registado uma reclamação, pois devia, mas eu só queria era sair dali. Só tenho pena de não ter sido entrevistada pela "senhora" que assinava a convocatória e com a qual falei ao telefone no dia em que a recebi e que me respondeu arrogantemente, quando pus a hipótese de que fosse um engano: "Está aí o seu nome, não está? Está aí a sua morada, certo? Então não é engano!", para lhe esfregar o engano na cara, grrrr!
E assim se arrastam processos durante anos e anos! :-S

Fresquinha de hoje, depois de ver o anúncio do leite NAN:

"Mamã, logo tu tens um bebé na barriga e dipois eu xudo-te a dar o bribron e a tirar a fralda e a Camila vai pôr a fralda no lixo! Mamã, eu quia um mano bebé, tá bem?"

Mais uma grande diferença entre as duas, a Camila nunca pediu um irmão, aliás, fazia questão de responder um "Não quero nada dixo, não pexijo nada dixo!" quando alguém lhe falava no assunto! Felizmente, era só fogo de vista, ficou delirante quando soube que ía ter um mano ou mana! :-)

18 janeiro 2011

E temos...

... cara nova! :-)

17 janeiro 2011

Estou encantada...

... com o gosto pela leitura que a Camila está a demonstrar. Recebeu imensos livros no Natal e gostou, agora quer sempre ler antes de dormir. Desde o início do ano, já leu um livro do Clube Tiara e agora anda a ler o "Rosa, minha irmã Rosa" da Alice Vieira. Até aqui, queria que a aconchegássemos e apagássemos a luz, agora já não é preciso, beijinho, boa noite e "eu depois apago a luz!", tenho que lhe limitar ou as páginas ou o tempo no relógio senão esquece-se! Valeu a pena o tempo passado a ler histórias todas as noites, a coisa entranhou-se! :-)

A Mafalda já diz quase tudo correctamente,...

... há umas semanas começou a dizer o "r" no meio das palavras: frio, três, Sara, Lara, grande, tudo palavras que saem direitinhas, cada vez menos se ouve fala de bebé cá por casa. Por isso, acho as pequenas falhas cada vez mais amorosas, como neste fim-de-semana, em que trouxe para casa um livro da escolinha, para lermos com ela e fazer uma ficha de leitura. O livro chamava-se "Zuzu e Zizi ajudam a mamã" e tive um ataque de riso idiota quando ela começa "O Xuxu e a Xixi", e eu "Zizi!" e ela "Xixi!", e já ela se ria por eu estar a rir-me. Ou quando disse que ía fazer esparguete para o jantar e ela "Não gosto de pásguete!" e outras quantas que me vou esquecendo.

10 janeiro 2011

A Mafalda está com menos febre hoje, felizmente. Ficou em casa no miminho com o pai e depois a avó, e assim vai continuar até estar recuperada a 100 %, malvados bichos que atacam os pequeninos!
No mês passado, recebi uma convocatória para me apresentar como testemunha num inquérito dos Serviços de Investigação Criminal cá do burgo para a semana. Tentei saber do que se tratava mas não consegui, ninguém me diz nada, ninguém me pediu para eu ser testemunha de nada, não faço a mínima ideia do que se trata. No final, vou ter mais de um mês de moagem de neurónios em cima por causa disto, quando dou por mim, lá estou eu a matutar "O que será?!". Quando eu descobrir quem me meteu nisto, ai senhores!...

Hoje é dia 10:

- dois meses para os 8
- 5 meses para os 4

(glup!)

09 janeiro 2011

Mafalda com 39º...

... desde sexta-feira. A febre baixa durante a manhã mas, ao fim do dia, sobe em flecha e não Ben-u-ron ou Brufen que a quebre por muito tempo. Fica prostrada e geme que lhe dói a cabeça, e o meu coração fica do tamanho de um grão de pó... Vamos ver se conseguimos evitar o hospital até amanhã, nessa altura já teremos a opção do centro de saúde.

08 janeiro 2011

Acabei-o ontem,...


... foi-se em 3 dias, lido durante as refeições e num serão inteiro. Viciante, fascinante, a forma como este senhor pinta Barcelona com as suas palavras, na minha opinião. Depois de "A Sombra do Vento" e de "O Jogo do Anjo", este mantém o nível, com toda a segurança.

06 janeiro 2011

Mafalda, ao pequeno-almoço:

- Hoxe é dia de escola?
- É.
- Todos os dias é dia de escola! Pexijo de féias, ná há mais féias?!

Tadinha, está difícil voltar ao ritmo.

05 janeiro 2011

Hoje...

... não é um dia muito bom. Preciso de miminho...

04 janeiro 2011

Ciuminho doloroso

Ontem, a Mafalda teve um "ataque" de ciúmes da prima S.. No momento de soprar as velas com a avó, fez birra e não quis ir para o lado dela, levaram-na ao colo para ficar na fotografia mas ficou sempre a esconder a cara. Tudo porque a priminha estava no colo da avó, o lugar que tem sido dela desde que ela se lembra. Percebi que era mesmo isso quando, em casa, lhe perguntei porque é que não quis tirar fotos com a avó, a mana e a prima, que a avó é amiga dela, e ela abre um choro tão sentido, já com algum sono à mistura também, mas era um choro de dor no coração, não precisou de dizer nada para sentir a sombra do ciuminho da prima. Custa-me vê-la assim, da mesma forma que custou ver a Camila sofrer com a chegada da irmã, mas elas têm que aprender a lidar com esses sentimentos, faz parte do que se chama crescer...

03 janeiro 2011

E hoje,...


... como não estamos ainda cansados de festas, comemoramos os 59 anos da minha mãe, com um bolito acabadinho de decorar por moi même!

A Camila,...

... pelo contrário, foi toda contente, desejosa de contar às amigas as prendas que o Pai Natal lhe trouxe. Os trabalhos de casa foram todos feitos mas raros foram os que não tiverem uma segunda volta, é tão trapalhona na apresentação! Quando quer, até faz uma letra bem bonitinha e, se fosse esperta, fazia-a logo assim à primeira, depois chora porque "já estou à tanto tempo a fazer trabalhos de casa!", só me dá para rir por ela não entender que só depende dela, acredito e espero que entretanto se dê o "clic" naquela cabeça! :-))

Pela primeira vez,...

... a Mafalda choramingou para ficar na escola. Pudera, depois de duas semanas de mimo intensivo, de ver muitos Mickeys (dezenas de "A Casa do Mickey Mouse" que temos gravados), de muita brincadeira com a mana, a jogar às mamãs e aos bebés, à Wii, compreende-se... eu não estive nem metade do tempo que ela esteve em casa e também me apeteceu chorar quando o despertador tocou esta manhã! :-)