31 janeiro 2012

Visto eu estar de castigo,...

... enquanto estiver com esta batelada de quilos a mais não há roupa nova para este corpinho, os pequenos é que ficaram a ganhar nesta época de saldos, só compras para elas e ele.

Preciso de perder 9 ou 10 quilos, 5 que tenho ainda da gravidez e outros 4 ou 5 que já tinha a mais graças às porcarias hormonais que tomei e ao stress que me fazia devorar este mundo e o outro. Já contactei a nutricionista onde andei há uns tempos que me disse que, enquanto mantiver este ritmo da amamentação, o que há a fazer é alimentação saudável, sopinha a todas as refeições e tentar controlar o maior inimigo, um apetite de gigante. Mais tarde, lá irei entrar em dieta, agora estou a começar também o exercício físico. Será que consigo atingir o meu objectivo?...

30 janeiro 2012

6 anos de Arca dos Tesouros

Está a ficar uma senhora!

(tal como há um ano, continuo sem nada disto que escrevo aqui guardado numa forma física, a ver se é durante estes meses de licença que consigo passar a Arca a livro)

29 janeiro 2012

Faz hoje um ano,...

... foi um dia muito triste, tive, pela 16 ou 17ª vez consecutiva, a confirmação de que não estava grávida. Foi o dia em que atirei a toalha ao chão, em que comecei a mentalizar-me que teria que desistir da procura pelo 3º filho para bem da minha cabeça, para bem das minhas filhas, para bem da harmonia do meu lar, pois a minha frustração e ansiedade começava a afectar os que mais amava. Estava farta de tomar medicações às quais o meu corpo não dava a resposta pretendida, estava farta de contar dias para saber que comprimidos tinha que tomar. Fiquei de coração partido porque queria tanto, tanto ter mais um filho... Foram dias muito sombrios, o meu 36º aniversário aproximava-se e a vontade de comemorá-lo era nula, sempre pensei que engravidaria até aos 35.
Sem o saber, foi também o dia que ficaria registado nas consultas e ecografias como D.U.M., o dia em que se iniciava O Ciclo, aquele em que eu consegui este tesouro precioso que dorme aqui ao meu lado neste momento. Os sorrisos que me dedica valem todas as lágrimas que derramei e penso: "Como é que eu pude pensar em desistir disto?!". Mas talvez tenha sido esse libertar de amarras, o soltar a pressão, que ajudou a que acontecesse, não sei... Sei que nunca me esquecerei de toda a tristeza que senti há um ano, pois isso ajuda-me a valorizar ainda mais todo o bem que tenho hoje em mãos e que me faz sentir imensamente feliz!

21 janeiro 2012

"Eu sei que tens um blogue sobre nós!",...

.. disse-me a Camila. Fui apanhada um pouco de surpresa. Eu nunca lhe tinha mostrado a Arca mas não era segredo, um dia era lógico que ela viesse a saber, nem que fosse consultando o histórico da net no computador. "É a caixa dos tesouros ou qualquer coisa assim, foi a I. que me disse já há muito tempo." (essa também me surprendeu, não fazia ideia que a I. conhecesse o blogue). Perguntei-lhe se se importava que eu escrevesse sobre ela, respondeu-me que não, que na escola também têm um blogue onde escrevem sobre as coisas que fazem.
Esta situação deixou-me a pensar. Será que um dia ela e os irmãos vão gostar de saber que este registo existe aqui, aberto para o mundo? Na minha perspectiva, não há aqui nada que os possa embaraçar mas a perspectiva deles pode ser diferente. Comecei a escrever aqui como poderia ter começado a escrever num caderno, a piada disto é a interacção, os comentários, a partilha de experiências... Por outro lado, há a exposição de sentimentos, maneiras de ser, defeitos e qualidades... até que ponto isso pode ser visto como uma coisa negativa, da parte dos visados, os meus filhos? Ando a pensar nisto...

18 janeiro 2012

Parece que isto do acordo ortográfico é mesmo a sério mas não há quem me faça ler "diréto" quando leio "dirêto", no canto superior esquedo dos telejornais! É o que me faz mais confusão, a queda das consoantes mudas, não sei se alguma vez me habituarei a escrever assim. Tento, pelo menos, saber quais as alterações, é assim que os pequenos cá de casa vão saber escrever...

Relações muito à frente

Mafalda - "O meu amorado é o D.A. e o da I. é o X.M."
Eu - "Ai sim? Pensei que o X.M. era o teu namorado..." (normalmente, não tenho estas conversas de namorados, não acho grande piada nesta idade, mas como ela começou, alinhei)
Mafalda - " Agora não é mas, amanhã, eu e a I., a gente torca (troca)!"

Ó céus!
A Camila anda super-entusiasmada com os escuteiros. Teve o primeiro acantonamento nas férias de Natal, foram 3 dias longe de casa, a fazer jogos, caçadas, a dormir pouco... chegou a casa tão rabugenta que quase me arrependi dela ter ido! Mas também vinha a debitar histórias e mais histórias, relatos dos seus feitos, com os olhinhos a brilhar de entusiasmo, gosta mesmo daquilo! Em Fevereiro vai fazer a promessa, está ansiosa para comprar a farda. Gosto de vê-la assim empenhada, para já, está a ser uma boa e proveitosa experiência para ela.

Com este meu filho,...

... confirma-se aquela teoria de que os homens são uns mariquinhas no que diz respeito à tolerância à dor e às doenças.Pois que as manas levaram exactamente as mesmas 3 picas aos 2 meses e nem uma nem outra ficou tão sensível, tão chorosa, tão inconsolável quanto o meu rapazinho! Depois das vacinas, adormeceu e, quando acordou, parecia estar ainda no pânico do momento das picadas, chorou tanto, tanto... Dei conta que estava febril e foi outro cinema para lhe colocar meio supositório, o mocinho é mesmo sensível! Só hoje à tarde é que voltou ao seu normal, com muitos sorrisos e sem queixumes, felizmente.
Da consulta dos dois meses, fica o registo que está no percentil 50 em peso (5,280 kg) e comprimento (58 cm) e um pouco acima no perímetro cefálico, exame global normal. Está tudo bem, como se quer. :-)

17 janeiro 2012

2 meses

A alegria do dia ficou ensombrada, tenho que estar a consolá-lo constantemente pois ficou traumatizado com as 3 picas nas pernas que levou hoje, na consulta dos 2 meses, pobre bebé! Por mais filhos que tenha, esta é daquelas coisas que não dói menos no meu coração...

16 janeiro 2012

Acidentes

Desde a semana passada, a Mafalda anda constantemente a esquecer-se de ir à casa-de-banho a tempo e horas, quando vai já há pinguinho nas cuecas ou então faz mesmo tudo, como há dias, no carro. Perguntamos-lhe se tem chichi, diz sempre que não, dizemos-lhe para ir fazer, diz sempre que não, e, daí a minutos, lá está o "acidente"! Esta parte é que chateia, ela nega mesmo estando aflitinha, não percebo o que se passa. Chamar a atenção por causa do irmão?... A mim, não me parece que haja razão para isso, temos-lhe dado muita atenção, mimos, brincado muito com ela, será que, mesmo assim, é pouco?!
Hoje soube que um rapaz meu conhecido está dia e noite no hospital, com a esposa, à espera que o filho de 3 anos sucumba a um cancro a qualquer momento, os médicos dizem-lhes que, agora, só um milagre. Não consigo sequer tentar imaginar o tanto de dor que deve rasgar o coração destes pais...

Para compensar,...

... o rapazinho, esta noite, dormiu 7 horas e meia seguidas! Muito bom.

13 janeiro 2012

Sabem...

... aqueles dias em que temos um bebé casa que demoramos longos minutos a adormecer, porque está perdido de sono mas resiste? E que, quando finalmente fecha a pestana, cai uma pena no chão e ele volta a acordar? Dias em que passamos horas nisto e não conseguimos fazer mais nada? Têm sido assim, estes últimos dias, grrr!

A Mafalda fala correctamente...

... mas agora tem uma particularidade muito engraçada no discurso, troca muitas vezes o lugar dos "r" e "s". Por exemplo, põe "querme" na cara ou "Foi um turque!" em vez de truque. Ontem, um amiguinho da escola fez anos e a mãe foi fazer o bolinho à escola. Depois da Mafalda me explicar como foi amassado e quais os ingredientes, perguntei-lhe onde é que cozeram o bolo. Resposta: "Foi na pastuca!" :-D

09 janeiro 2012

Ainda sobre jogo de cintura,...

... há dias estive a dar o almoço à boca à Mafalda, que estava cheia de sono e a engonhar à mesa, com a mão esquerda enquanto segurava o Francisco a mamar com o braço direito. Entretanto, devo estar apta para um número de circo qualquer, não? :-)

Parece-me que tenho aqui...

... um chuchador de dedo em potencial. O Francisco não é muito fã da chupeta e, de há uns dias a esta parte, tem andado a treinar chegar com as mãos à boca para lamber os dedos. Ontem já o apanhei de polegar na boca. É assim que eles começam, para quem tem chuchadores do dedo em casa?

Mafaldinha, tens que jogar no Euromilhões...

Nas noites em que o pai trabalha, fico sempre na expectativa que a Mafalda me chame para o seu chichi habitual da madrugada à mesma hora em que estou a tratar do Francisco. E não é que tem acontecido quase sempre?! Tem uma pontaria dos diabos, a miúda, e a noite passada foi especialmente refinada, tive que levá-la a fazer chichi a segurar o pequeno por baixo dos braços porque tinha acabado de encher a fralda daquela maneira que só ele sabe e que, normalmente, resulta num transbordo nada agradável de limpar! Haja jogo de cintura!

03 janeiro 2012

60 anos...

... é a idade que a minha mãe completa hoje. Conta com uma filha de quase 37, um de 33 e 4 netos. Se eu chegar aos 60, terei uma filha com 32, outra com 28 e um rapazola de 24. Netos?...Se os tempos continuarem assim, não me cheira, mas quem sabe está calado, como se diz por aqui.

Para comemorar o aniversário da avó cá da casa, um bolinho com muitas imperfeições mas feito com toda a dedicação.

01 janeiro 2012

2012 chegou...

... e eu não fui à rua ver os fogos de artifício, não bebi champanhe, não comi as 12 passas. 2012 chegou quando eu estava a dar mama ao Francisco, acariciando-o e soprando-lhe ao ouvido o quanto o amo. De repente, não me lembro de melhor maneira para começar o Ano Novo! :-)