29 junho 2012

É hoje!

Até logo, pá! Vê se te esmeras, ok?

27 junho 2012

O espectáculo de dança...

... foi no passado sábado e foi mais uma ocasião para destilar baba pelas minhas bailarinas. Não é que sejam bailarinas perfeitas, longe disso, mas ficam lindas debaixo dos holofotes, cheias de brilho e a mostrar, com empenho, o que aprenderam ao longo do ano. O final foi muito emotivo e a lagrimita deixou o canto do olho e escorreu, sem vergonha, pela cara abaixo. Para o ano há mais, assim espero.

21 junho 2012

Sensação de "chapada na cara"...

... (à mistura com muito embaraço perante o olhar da monitora) é levar a Camila para o ATL com a sua bicicleta que recebeu no Natal com 4 anos, para uma actividade de BTT, e perceber que aquilo já não lhe "serve" há muito, muito tempo, pois ela está realmente enorme, como toda a gente diz e eu teimo em não ver bem!
Em defesa dos pais desnaturados que deixam a criança (lá estou, quais criança, há mulheres feitas com menos corpo, acorda, pá!) andar com uma bicla miniatura, há que dizer que ela não anda tantas vezes assim de bicicleta e que até temos duas maiores que ela já conseguirá conduzir, assim os pneus sejam remendados.

Dilema linguístico

Tenho sempre dúvidas sobre como me referir à Mafalda quando falo dos meus filhos. Digo muitas vezes "a mais nova", porque, efectivamente, é a mais nova das meninas. Mas, assim sendo, tenho "uma mais nova" e "um mais novo"?! Se disser "a do meio", dá ideia que tenho "uma outra" a seguir, que não é o caso, a seguir "um outro".
Isto é uma grande palermice? Pode ser, mas não é por isso que deixa de me causar alguma confusão sempre que calha a aparecer no decorrer das conversas...

18 junho 2012

O bolo do palhaço

O pedido da Mafalda foi feito já em Outubro, quando cheguei a casa dum workshop de modelagem com um palhaço em pasta de açúcar: "Para os meus anos, quero um desses no meu bolo, mamã!" e nunca mais se esqueceu. Fiz-lhe a vontade e o brilho nos olhinhos dela quando viu o bolo pela manhã compensou todo o trabalho.

17 junho 2012

E aos 7 meses,...

... temos aqui um verdadeiro palhacinho Francisco, cheio de gracinhas e caretas, sempre à espera de nos ver rir! Engelha o nariz a fungar, ri-se a mostrar as gengivas desdentadas, pisca os olhos e abana os braços como se quisesse levantar vôo até nós, fazendo umas pequenas pausas para verificar se nos estamos rir ou não. No passado dia 12, rebolou pela primeira vez, ficou muito espantado quando se viu de repente de barriga para baixo. As mãos dele parecem verdadeiros pega-monstros, aquelas coisas gelatinosas que agarram tudo, passa a mão em qualquer coisa e lá fica ela colada à mão dele, seja folhas de plantas ou os brincos da avó ou da mãe ou os cabelos das irmãs.
São sete meses de pura paixão e que passaram a voar.

10 junho 2012

5 anos



Uma mão-cheia de pequeninos dedos, 5 anos de puro encantamento com a minha segunda princesa. Uma menina doce, com um feitio especial que nem toda a gente percebe à primeira, mas que acaba por conquistar todos os que a conhecem. Vê-la crescer é uma dádiva que agradeço todos os dias. Parabéns, querida Mafalda!

08 junho 2012

É oficial:

tenho um bebé que não consegue adormecer sozinho! :-(
De um dia para o outro, o Francisco transformou a hora de deitar num filme de terror. Desde o início da semana que o processo de mamar-aconchegar na cama-beijinho-apagar a luz passou a ser dar mama-espernear na cama, todo sorrisos- aconchegar-beijinho-mais espernear- apagar a luz-choro de pôr a casa abaixo! Voltamos ao quarto, tentamos acalmá-lo e ele cada vez se enerva mais, chega ponto que nem ao colo se acalma.Não é fome porque já experimentei dar-lhe leite no biberão e não o bebeu, sei que a mama o acalmaria mas não podemos ficar reféns disso, embora me custe horrores ouvi-lo a chorar, ainda por cima a dizer "mamã, mamã" (não sei se é intencional ou não, o certo é que parece mesmo que me chama, até a pediatra achou isso na 3ª feira, ao ouvi-lo). Já li que isto é normal nesta fase em que há grande desenvolvimento a nível motor e a excitação que isso provoca é tal que pode alterar os padrões de sono.Temos que ajudá-lo a aprender a controlar essa excitação e "encontrar" o soninho por ele, sem muletas do tipo colo, agarrar a nossa mão, mamar, etc. Ontem lá adormeceu ao fim de inúmeras idas ao quarto para aconchegá-lo, para ele sentir que não está abandonado. Mas é duro. O problema é maior porque nunca tínhamos passado por isto com as irmãs, nesse aspecto foram uns anjos, este pestinha está a pôr-nos a cabeça em água!

06 junho 2012

Faltam 4 dias para o aniversário da Mafaldinha...

... e nunca a vi tão excitada, é mesmo uma delícia vê-la assim. Claro que, às vezes, exagera com a excitação e cai na palermice mas (quase) tudo se desculpa a uma menina que está tão feliz por ir fazer 5 anos!
Eu? Eu não me conformo, a minha princesinha com uma mão-cheia de anos, está difícil de aceitar! (que remédio, não é?)

Já não teve febre durante a noite...

... mas acordou com uma birra monumental a cada duas horas, aos gritos de pôr a casa abaixo (bendito sono pesado das irmãs, que não acordaram). Só o calava com a mama, o que já não acontecia há muito tempo. Quero o meu "godito-bem-disposto" de volta, já!

05 junho 2012

Duas noites sem dormir...

... e não fui de novo para a borga, não! O Francisco começou com febre ontem à tarde e passei a noite com ele, o que resultou em muito pouco tempo para dormir, chegou a ter 39,5 ºC. Foi visto pela pediatra à hora do almoço que não encontrou nada na auscultação nem ouvidos, à partida será o mesmo bicharoco que atacou a Mafalda no final da semana passada, também andou com febre e dores de cabeça. Já não tem febre desde a tarde, espero não ter uma 3ª noite em claro, a minha cabeça está...zzz...zzz... nas últimas... zzz

04 junho 2012

Ontem, EU FUI...


... e este senhor, bem... é mesmo o Boss, sensacional!


Precedido, e muito bem, pelos nossos Xutos. Grande noite!



(estar ao serviço com 2 horas e meia de cama é um pequeno pormenor sem importância, valeu bem a pena :-D)