20 novembro 2013

Primeiras notas

Da Camila: todos os testes acima de 90 %, excepto o de Educação Musical. Da Mafalda: 100 % a Língua Portuguesa, 91 % a Matemática e 97 % a Estudo do Meio. A Mafalda vinha tão orgulhosa com as suas fichas, foi um gosto ver a alegria dela! A Camila, como boa irmã que é, começou a desdenhar "Ah, isso é tão fácil!" mas foi logo remetida ao silêncio com um olhar quase assassino da minha parte. Elogio-a sempre que me diz a nota dum teste, até reclamei com o pai quando ele reagiu com um "Só?!" ao primeiro 90% (o meu pai tinha essa reacção e eu detestava!) mas está sempre a querer sobressair. Mostra que a atenção que tem não lhe chega mas já lhe expliquei muitas vezes que não é possível ela ter a nossa atenção exclusiva, às vezes não é fácil... À parte isto, estão as duas com um bom andamento escolar, espero que assim se mantenham até ao final do ano lectivo.

17 novembro 2013

Dois anos

Tão grande quando pedes para "vêe tóvijão" ou te defendes com um "não fui eu, foi a Mafaúa!" ou tens conversas que me espantam pela sua clareza. Tão meu bebé quando pedes "cóio" ou o "Fanti e a pepêta" e bebes o leite no biberão aninhado no meu colo.
Há dois anos o sol brilhou todo o dia. Com a tua chegada pela noitinha, todo esse brilho foi ofuscado por ti, meu tesouro amado.
Princípe do meu reino, parabéns!

08 novembro 2013

A estreia nas leituras agora é da Mafaldinha,...

... fica toda orgulhosa quando conta o que conseguiu ler na aula. Apesar disso, e de ser aplicada a fazer os trabalhos de casa, acho que, por ela, ainda estava bem na fase "Só Brincar!", ainda não lhe sinto um genuíno prazer em aprender as letras e os números, estou à espera de lhe "sentir" o click.

A uns dias dos 2 anos,...

... o Francisco conta e reconhece os números até 10: jéio, um, doix, têx, quato, xinco, xeix, xete, oito, nobi, déx; identifica cores: ajuie, amaiéio, bêde, mamêio, côi-a-ióxa, nananxa, banco; e começou a querer saber as letras, já reconhece o A. Não é que tenha a ideia que tenho aqui um géniozinho, acho é extraordinária a forma como ele se interessou em aprender, nunca as irmãs foram tão intensivas, tão ávidas de saber! Aprendeu isto tudo em poucas semanas, sem grandes estímulos da nossa parte, ele é que está sempre a querer saber, a questionar:"E este? E este?". O raça do miúdo, não tarda está a ler, pá! :-)

01 novembro 2013

Francisquices

Começou a usar umas pantufas. Sabe dizer "pantufas" na perfeição, mas o que é que ele lhes chama?! Pantufas? Nada disso. Não deve gostar do som da palavra e toca de inventar outra, o que ele usa nos pés em casa são "panas"! E mai nada!

Porque a tradição ainda é o que era,...

... apesar do nosso (des)governo retirar o feriado e da americanice do Halloween (nada contra, mas cada macaco no seu galho), hoje fazem-se, em casa e na escola, as merendeiras, umas com frutos secos e erva-doce, outras de batata. Muda o dia de pedir o Pão por Deus para domingo mas os rituais da data mantêm-se, felizmente, porque há coisas que não devemos perder nunca e a nossa identidade cultural é uma delas. Por isso, no domingo lá irei com o Francisco e a Mafalda (a Camila já vai com um grupo de amigas) de porta em porta pela vizinhança a pedir "Ó tia, dá bolinho!", esperando não ouvir a réplica mítica "Levas é uma tranca no focinho!". :-D